: : : : : : : : : : : : : : : : : : : : : : : : :   CRÔNICAS    : : : : : : : : : : : : : : : : : : : : : : : : :
 

  O FENOMENAL ZUKERTORT
 

 

 

    Qual a mais extraordinária personalidade da história do xadrez? Phillidor, Morphy, Alekhine ou Capablanca?

     Não. Nenhuma dessas celebridades pode comparar-se à figura quase lendária de Johannes Hermann Zukertort.

       Nascido na Polônia, em 1842, naturalizado cidadão britânico em 1871 e falecido em Londres em 1888, Zukertort foi militar, médico, escritor, político, musicista, jornalista, linguista e ainda encontrou tempo para ser um dos mais brilhantes enxadristas de sua época.

     Como militar, destacou-se pela bravura e destemor. Exímio atirador e excelente esgrimista, participou, na qualidade de oficial, das campanhas austríaca e francesa, na guerra prussiana, tendo recebido nada menos de nove condecorações pelos seus valorosos feitos. Foi ferido gravemente duas vezes, sendo que em uma delas abandonado no campo de batalha como morto.

    Dotado de invulgar pendor linguistico, falava o alemão, o italiano, o espanhol, o francês, o inglês, o russo, o polonês e o hebráico, conhecia o latim e o grego, e lia fluentemente o turco, o arábico e o sânscrito.

    Dizem que aprendeu o italiano para ler no original "A Divina Comédia", o espanhol para conhecer o "Dom Quixote" e o sânscrito para perquirir a origem do xadrez!

    Homem de vasta cultura e profundos conhecimentos, escreveu várias obras sobre teologia, filosofia e outros assuntos de transcendental interesse.

    Foi aluno do famoso professor de piano Moschelles, tendo sido de 1862 a 1866 crítico musical de um jornal silesiano..

    Além de editor e redator de um grande jornal político a favor de Bismarck, dirigiu também outras publicações sobre as mais variadas matérias.

    Formou-se em medicina, em Breslau, em 1865, e especializou-se em química e fisiologia.

    Como se não bastassem todas essas múltiplas atividades e sensacionais façanhas, suficientes para torná-lo merecedor de figurar no famoso livro de Ripley "Believe It or Not", Zukertort chegou a ser também um dos mais notáveis enxadristas de todos os tempos.

    Jogador de ataque, notabilizou-se pelo seu estilo agressivo e empreendedor, produzindo maravilhosas partidas, obras-primas de imperecível beleza.

    Foi, ainda, um grande inovador da teoria das aberturas, devendo-se-lhe a sólida linha de jogo merecidamente denominada "Abertura Zukertort".

    Em sua época, foi o recordista de partidas às cegas, jogando, sem ver, simultaneamente contra 16 enxadristas.

    Disputou vários torneios e matches, sobressaindo a sua consagradora vitória no Torneio Internacional de Londres, em 1883, três pontos acima do campeão mundial William Steinitz, o segundo colocado dos 14 participantes.

    Jogou dois matches com Steinitz pelo campeonato do mundo. A esse respeito, costuma-se dizer, para explicar sua derrota, que, por ocasião do primeiro encontro, em 1872, Zukertort "ainda não era o grande Zukertort" e, no segundo, em 1886, "não era mais o grande Zukertort".

    Embora tenha vivido somente 46 anos, Zukertort não apenas foi a mais extraordinária personalidade da história do xadrez, como também um dos mais notáveis fenômenos de versatilidade de que se tem notícia.

    Não obstante, porém, todos os seus gloriosos feitos e atividades, um único título foi bastante para imortalizá-lo e é assim que, em sua lápide, no cemitério de Londres, lê-se apenas este expressivo epitáfio:

"Aqui jaz Johannes Hermann Zukertort -- Mestre de Xadrez".

A partida que reproduzimos a seguir, devida a esse genial personagem, é apontada como uma das mais belas joias dos anais enxadrísticos..
 


J. ZUKERTORT x J. BLACKBURNE (Londres, 1883 -- Abertura Inglesa)

1c4 e6  2 e3 f6  3 Cf3 b6  4 Be2 Bb7  5 0-0 d5 6 d4 Bd6 7 Cc3 0-0  8 b3 Cbd7 9 Bb2 De7 10 Cb5! Ce4 11Cxd6 cxd6 12 Cd2 Cdf6 13 f3! Cxd2 14 Dxd2 dxc4 15Bxc4 d5 16 Bd3 Tfc8 17 Tae1! Tc7 18 e4! Tac8 19 e5 Ce8 20 f4 g6 20 Te3!-
 Esse lance marca o início de uma profunda combinação

 21...f5 22 exf6-ep Cxf6 23 f5! Ce4 24 Bxe4 dxe4 25fxg6! Tc2 26 gxh7+ Rh8 27d5+ e5-
 
A posição das pretas parece ser de segurança. Uma jogada magistral, porém, abre o caminho da vitória.

28 Db4! T8c5
 Se 28...Dxb4 29 Bxe5+ Rxh7 30 Th3+ Rg6 31Tf6+ Rg5 32Tg3+ Rh5 33Tf5+ Rh6 34 Bf4+ Rh7 35Th5#

 29 Tf8+!! Rxh7
 Se 29...Dxf8 30Bxe5+ Rxh7 31Dxe4+, com a mesma posição de mate vista na análise anterior.

30 Dxe4+ Rg7 31Bxe5+ ! Rxf8 32 Bg7+!!, 1-0.

"Um maravilhoso arremate de uma das mais brilhantes partidas de todos os tempos" (Steinitz).

 
 

HOME :: PERFIL :: ATUALIDADES :: COLUNAS :: TEORIA :: COMPUTAÇÃO :: XADREZ JUVENIL :: XADREZ FEMININO :: LINKS :: CONTATO