: : : : : : : : : : : : : : : : : : : : : : : : :   CRÔNICAS    : : : : : : : : : : : : : : : : : : : : : : : : :
 

  O GOLPE NA NUCA
 

 

 

      Em 1939, um novo capítulo foi acrescentado à história do xadrez, com a mais festiva competição do calendário internacional mudando dos ares europeus para os "buenos aires" da capital argentina. Efetivamente, pela primeira vez o campeonato das nações deixou de ser realizado na Europa para ter lugar no "Novo Continente", tendo como palco a aprazível cidade de Buenos Aires.

     Para conseguir esse privilégio as autoridades argentinas tiveram que se desdobrar, oferecendo condições excepcionais. Normalmente, o campeonato mundial por equipes tem os seus gastos suportados da seguinte maneira: os patrocinadores arcam com as despesas de hospedagem e alimentação, enquanto os participantes assumem os custos da viagem.

 Onassis    No caso da Olimpíada de Buenos Aires até mesmo o transporte das equipes européias ficou a cargo dos dirigentes argentinos. Segundo consta, o multimilionário armador grego Aristóteles Onassis, num gesto de gratidão e reconhecimento ao país que o acolheu tão bem no difícil início de suas atividades comerciais, teria financiado o fretamento do navio "Piriápolis", a fim de transportar as delegações de enxadristas do "Velho Mundo".

     Assim, no dia 29 de julho de 1939, do porto belga de Antuérpia, o "Piriápolis" zarpou com destino à Argentina, conduzindo em seu bojo 15 equipes: 14 européias e 1 asiática. Durante os 24 dias da travessia, o xadrez foi a principal fonte de entretenimento, com destaque para as partidas "relâmpago", suscitando a organização de um grandioso torneio dessa modalidade, reunindo os mais adestrados de cada país.

    Apontado por unanimidade como o mais hábil jogador nesse tipo de disputa, o então mestre polonês Miguel Najdorf era o favorito absoluto ao título de campeão. Contudo, quis o destino que, enciumado com semelhante concorrente em seus domínios, o deus Netuno fez com que, no dia da realização do torneio, Najdorf amanhecesse mareado, sem condições de jogar. Só pôde mesmo assistir o mestre tcheco Karel Opocensky obter o lº lugar!


     Uma das mais expressivas partidas desse certame foi a que comentamos em seguida. Além de seu valor teórico, é muito instrutiva, com um arremate apoiado no popular tema do chamado "golpe na nuca".

      É lamentável constatar que, empolgados - talvez - com o seu brilhante desfecho, os cronistas desse evento se esqueceram de um dado fundamental: os nomes de seus protagonistas. Mesmo com essa lacuna, é digna de ser vista e dissecada.

TORNEIO "RELÂMPAGO" MAGISTRAL
A bordo do navio "Piriápolis", agosto de 1939
Brancas - N. N. (nescio nomen)
Pretas - N. N. (nome desconhecido)
PD - Defesa Vienesa ECO D 39

1 d4 d5 2 c4 e6 3 Cf3 Cf6 4 Bg5 dxc4 5 e4
Este é o passo inicial da Defesa Vienesa - muito em voga na época em que esta partida foi jogada. Há algum tempo, acha-se sepultada, em vista dos diversos recursos encontrados em favor das Brancas.

 5 ... Bb4+ 6 Cc3 c5 7 Bxc4
A prática comprova ser o lance do texto o mais indicado, enquanto que a alternativa 7 e5 permite que as Pretas obtenham posicão satisfatória.

7 ... cxd4 8 Cxd4 Da5 9 Bxf6! Bxc3+ 10 bxc3 Dxc3+
Na partida modelo Kotov-Yudovich, Leningrado, 1931, as Pretas optaram por 10 ... gxf6, mas não obtiveram êxito.

11 Rf1! Dxc4+ 12 Rg1
Este é o ponto crítico de toda essa variante.

 

12...O-O?
Os hipermodernos diziam: "0 roque é uma perda de tempo, embora por vezes seja necessário". No presente caso, conduz a um imediato desastre. As outras alternativas são 12 ... Bd7 e 12 ... Cd7 - ambas já foram testadas com insucesso como mostramos cm seguida:
 
a) 12 ... Bd7 13 Tc1 Da6 14 Cxe6! fxe6 15 Tc8+! Rf7 - se 15 ... Bxc8? 16 Dd8+ conduz ao mate - 16 Txh8 gxf6 17 Dh5+ Re7 18 Dc5+ Rf7 19 Txh7+ Rg8 20 De7, seguido de mate; partida cm consulta: Brancas -Alekhine e Frank - líder nazista enforcado em Nuremberg, e Pretas- Bogolyubov c Pfaffenroth, Varsóvia, 1941; 

b) 12 ... Cd7 13 Bxg7 Tg8 14 Tcl! Da6 15 Bh6 Cf6 16 e5 Cd5 17 h4! Bd7 18 Dc2 Tg6 19 h5! Tg4 - era enganosa a captura: 19 ... Txh6? 20 Dd2!, ganhando a "qualidade" - 20 Dxh7 Re7 21 Th4! T(g4)g8 22 Bg7 Da3 23 Bf6+! Rf8 24 Tc7! Cxf6 - a continuação 24 ... Cxc7 seria contestada com 25 h6!, com mate d vista - 25 exf6 Dd6 26 h6!!, abandonam. Após 26 ... Dxc7?? 27 Dg7+!!, seguido de mate; partida Stahlberg-Sefc, Memorial Reti,1949.

13 Dg4 g6 14 Df4 Cd7 15 e5 Cxf6 16 exf6 Rh8 17 Tcl Dd5 18 Dh6!
Eis delineado "o golpe na nuca" que, na maioria dos casos, consiste em situar um Peão em "f6" ou "h6" e efetuar o mate com a Dama ou um Cavalo, uma vez que o Peão deixa de ser coadjuvante para ser o ator principal! Já cm 1763, o didata italiano Giambattista Lolli, em seu tratado teórico, descreve este tipo de mate, dai ser conhecido também como "mate de Lolli"
18 ... Tg8 19 Cf3 Dh5 20 Cg5!! Dxh6? 21 Cxf7++

 
 

HOME :: PERFIL :: ATUALIDADES :: COLUNAS :: TEORIA :: COMPUTAÇÃO :: XADREZ JUVENIL :: XADREZ FEMININO :: LINKS :: CONTATO