: : : : : : : : : : : : : : : : : : : : : : : : :   CRÔNICAS    : : : : : : : : : : : : : : : : : : : : : : : : :
de
Hélder Câmara


   31/01/2004                 

Amplo domínio dos jovens no festival de
Wijk aan Zee


Leko (A), Bruzón (B) e Carlsen (C) foram os destaques Hélder Câmara
 

        O GM-A indiano Viswanathan Anand venceu o supertorneio Corus (A) no 67º festival de Wijk aan Zee, Holanda (janeiro, 10-25), totalizando 8.5 pontos em 13 possíveis.

        Em 2/3, o jovem P. Leko (25), único invicto, e M. Adams 8; 4/5, V. Topalov e V. Bologan 7.5; 6/8, V. Kramnik, L. Van Wely e E. Bareev 6.5; 9/11, P. Svidler, V. Akopian e A. Shirov 6; 12/13, I. Sokolov e Z. Zhong 5; 14, J. Timman 4.

        No grupo B, vitória do GM cubano Lázaro Bruzón (21), com 9/13, secundado pelo seu compatriota Lenier Dominguez (20).

      O principal destaque dessa festa, porém, coube à combativa atuação do MI norueguês Magnus Carlsen (13), vencedor do grupo C com 10.5 em 13, performance que lhe valeu uma norma de GM. Na penúltima rodada ele teve de vencer o então líder Sipke Ernst para laurear-se.


M. Carlsen (2484) x (2474) S. Ernst (12ª rod. Corus C, Hol, 24.01.2004 - Caro-Kann, B 19) 1 e4 c6 2 d4 d5 3 Cc3 dxe4 4 Cxe4 Bf5 (Variante Clássica, considerada pelos teóricos como “igualadora” e cuja legenda bem poderia ser “não jogo para ganhar e muito menos para perder”.) 5 Cg3 Bg6 6 h4 h6 7 Cf3 Cd7 8 h5 Bh7 9 Bd3 Bxd3 10 Dxd3 e6 11 Bf4 Cgf6 (Este lance estabelece uma “luta com roques opostos” e o vencedor será aquele que chegar primeiro ao reduto real do adversário). 12 0-0-0 Be7 13 Ce4! (Magnus desimpede o caminho de seu peão-g “rumo ao rei”, como diria Semi Ammar) 13...Da5 14 Rb1 0-0 (As brancas têm maioria no flanco-dama, domínio central, mais espaço, maior mobilidade de peças, terceira linha desimpedida para o ataque e rei resguardado num roque perfeito (a2-b2-c2). Em compensação, as pretas têm uma enorme esperança de que elas não aproveitem nada disso.) 15 Cxf6+ Cxf6 16 Ce5!? (Ou então, 16 g4!? Cxg4 17 Tdg1 Df5 18 Dd2 g5! 19 hxg6-ep fxg6 20 Bxh6 Dxf3 21 Bxf8 Txf8 22 d5! cxd5 23 Dd4 Cf6 24 Txg6+ Rf7 25 Thg1 Tc8 26 Tg7+ Rf8 27 Dh4! Re8 28 Da4+ Rf8 29 Dh4, ½-½. Judit x Anand, Corus 2003.) 16...Tad8 17 De2 (Já ocorreu 17 Dg3!? Rh8 18 Td3 Cd5 19 Bd2 Db6 20 c4 Cf6 21 Be3 Da5 22 Tb3 Da6 23 Df3 Rg8 24 g4! Cd7 25 g5 Cxe5 26 dxe5 hxg5 27 h6! Dxc4 28 hxg7 Rxg7 29 Bxg5! Bxg5 30 Df6+!!, 1-0. Apicella x Bauer, c. França 2003.) 17...c5 18 Cg6! fxg6 (Se 18...Tfe8 19 Cxe7+ Txe7 20 dxc5!, ganhando um peão.) 19 Dxe6+ Rh8 20 hxg6! (O Shredder-8 registra +2.74 para este lance e condena 20 Dxe7? Cd5 21 Bd2? Dxa2+ 22 Rxa2 Cxe7 com igualdade, =0.09.) 20...Cg8 (O S-8 recomenda 20...Db6!? 21 Dxe7 Cg8 22 Dg5 Tf6 23 d5! Txg6 24 De5 Df6 25 De4! ainda que as brancas mantivessem sua alentada superioridade, +3.01.) 21 Bxh6! gxh6 (Evidente, se 21...Cxh6?? 22 Txh6+ gxh6 23 Dxe7, com mate indefensável.) 22 Txh6+! Cxh6 23 Dxe7 Cf7 24 gxf7! N! (É possível que Sipke esperasse o ocorrido recentemente, depois de 24 Df6+?! Rg8 25 Th1 Ch6! 26 De7 Cf7 27 Df6 Ch6 28 De7 Cf7, ½-½. Llanas-Gustafsson. Madri 2003; as brancas ficaram impedidas de jogar 26 Txh6?, em vista o mate 26...De1#.) 24...Rg7 (O S-8 recomenda o mal menor de 24...Db6 25 De5+ Rh7 26 Th1+ Dh6 27 Txh6+ Rxh6 e as pretas apenas prolongariam sua agonia, +5.58.) 25 Td3 (Diz o Shredder que seria mais incisivo primeiro 25 De5+!! Rxf7 e só agora então, 26 Td3!, quando as pretas teriam de entregar sua dama, 26...De1+, para não sofrer um mate imediato.) 25...Td6!? 26 Tg3+ Tg6 27 De5+! Rxf7 (Se 27...Rh7 28 Dh5+ Th6 29 Df5+ Rh8 30 De5+ Tf6 31 Dxf6+ Rh7 32 Th3#.) 28 Df5+ Tf6? (Depois de 28…Re7 29 Te3+ Rd6 30 Dxf8+ Rc6 31 De8+ Rb6 32 Dxg6++.) 29 Dd7#, 1-0. E esse raro “mate de ombreiras” valeu para o jovem “Mega Magnus” o prêmio de beleza do torneio.

 


Estudos e problemas

721 A (A. Palian, Chess Amateur, 1916 - 2ª MH) 1 Cb8+ Rc5 2 Ca6+ Rc6 (2… Rc4 3 Tb4+! Rd3 4 Td4++-) 3 Ca7+! Rd6! (3…Rd5 4 Td3+!+-) 4 Td3+! Dxd3 5 Cc8+!!+-. B (J. Bruski, Akademisches Monatsheft fur Schach, 1906) 1 Td6! (2 Td2/3 Ta2#) 1…exd6 2 Dh8! Cc4 3 Da1#; 1…Cc4 2 Dxb3+!! Rxb3 3 Td3#.
 

HOME :: PERFIL :: ATUALIDADES :: COLUNAS :: TEORIA :: COMPUTAÇÃO :: ARQUIVO :: XADREZ FEMININO :: LINKS :: CONTATO