: : : : : : : : : : : : : : : : : : : : : : : : :   CRÔNICAS    : : : : : : : : : : : : : : : : : : : : : : : : :
 

  Biel - 1
 

 

 

     Em Biel, na Suiça, o destaque do Biel Chess Festival ficava por conta de seu torneio principal, que se realiza entre 24 de julho e 4 de agosto, duplo turno, categoria 16 (2.651 pontos-ELO), reunindo, por ordem de sorteio: 1. Ruslan Ponomariov (11.10.83 Ucrânia 2.630) 2. Loek Van Wely (07.10.72 Holanda 2.643) 3. Peter Svidler (17.06.76 Rússia 2.689) 4. Vadim Milov (08.01.72 Suiça 2.628) 5. Joseph Gallagher (04.05.64 Suiça 2.514) 6. Boris Gelfand (24.06.68 Israel 2.681).

      P. SVIDLER (2.689) x (2.681) B. GELFAND (4ªrod. Biel, 27.07.00 — Siciliana, B 81)

      1 e4 c5 2 Cf3 d6 3 d4 cxd4 4 Cxd4 Cf6 5 Cc3 a6 6 Be3
    
Conhecido como ‘‘ataque inglês’’, esse seguimento é atualmente o preferido pelos super GM-As para combater a variante Scheveningen, que se prenuncia.

    6... e6 7 g4 e5
      Antes,
Gelfand se inclinara por 7...h6 8 Bg2 Cc6 9 h3 Ce5 10 De2 Dc7 11 0-0-0 Bd7 12 f4 Cc4 13 Rb1 e5 14 Cb3 Tc8 15 Td3! b5 16 g5 hxg5 17 fxg5 Ch5 18 Cd5 Db7 19 Bc1 e, melhores, as brancas se impuseram, 1-0 in 39. Shirov-Gelfand, Mônaco 1999.

     8 Cf5 g6 9 g5!
    Na primeira rodada desse torneio, partida Ponomariov-Gelfand, aconteceu 9 Bg2!? d5! 10 Bg5 gxf5 11 Bxf6 Dxf6 12 Cxd5 Dd6 13 exf5 Cc6 N! 14 De2 h5! 15 0-0-0 hxg4 16 Cb6 Cd4 17 Txd4 Dxd4 18 Cxa8 Bc5 19 Cc7+ Rf8 20 Cd5 Bxf5 21 Ce3 Df4 22 Bxb7 Th3! 23 Dd2 Txe3 24 Dd8+ Rg2 25 fxe3 Bxe3+ 26 Rb1 Dc4! 27 Dd1 Bd4 28 Dc1 f6 29 Td1? e aqui
(diag. 1), Boris deixou escapar a vitória, que adviria com 29...Be3! e agora, a) 30 Td7+ Rg6 31 Bxa6 Dxa6 32 Dxe3 Bxd7-+; b) 30 Bxa6 Df4! 31 Tf1 Bxc1 32 Txf4 Bxf4-+; c) 30 b3 Dc7 31 Dxe3 Dxc2+ 32 Ra1 Dxd1+ 33 Rb2 Dc2+ 34 Ra3 Dxh2! 35 Bxa6 g3, ganhando. Seguiu 29...a5?! 30 b3 Dc3 31 Txd4 Dxd4 32 Df1 Bg6 33 Dc4! Dg1+ 34 Rb2 Dxh2 35 Dxg4! Dxc2+ 36 Ra3 Dc5+ 37 Rb2 f5 38 Dc4! Dxc4?! 39 bxc4 Rf6 40 Rc3 f4 41 c5! Re7 42 a3 Rd7 43 Rc4 Bc2 44 Rd5 e4 45 Rd4 f3 46 Re3 Re6 47 Bc6! Re5 48 Bb7! Bd3 49 Ba8 Rf5 50 Bb7 Re6 51 Bc6, 1/2-1/2. Depois de sacrificar seu bispo pelos dois peões passados, o rex solis das brancas, alcançando as casas b2 ou a1, anularia o progresso das pretas, não obstante a vantagem adversária de bispo de casas brancas e peão-torre coroando em casa preta. Há um final assim, Brancas; Rc3, Th7, Bf1; Pretas: Rb8, Tc7 Bc6, b7, a7. As brancas jogam e empatam — solução no final.

     9... gxf5 10 exf5 d5!? 11 gxf6 d4 12 Bc4 Dc7 13 Dd3 dxe3 14 0-0-0 — diag. 2
    
E não, a imprecisão de 14 fxe3 b5! 15 Bb3 Bb7 16 Cd5 Da5+! 17 c3 Cd7 18 0-0-0 Cc5 19 Dc2 0-0-0 20 Thg1 Bh6 21 Tg7 Cxb3+ 22 Dxb3 Bxd5 23 Txd5 Db6 24 Txe5? Dd6, 0-1. Shirov-Anand, Mônaco 1999.

     14... exf2 15 Bxf7+! Rxf7 16 Dd5+ Rxf6
     No lance anterior, esqueci-me de avisar para o Giga: se 15...Dxf7 16 Dd8++. Agora, há quem opte por 16...Re8!? 17 f7+ Re7 18 Df3 Bh6+ 19 Rb1 Rf8! 20 Dxf2 Cc6 21 Dh4 Bf4 22 Df6 Dxf7 23 Dxh8+ Dg8 24 Df6+ Df7 25 Dh8+ Dg8 26 Df6+, 1/2-1/2. Movsesian-Ribli, Camp. Equipes 1999.

     17 Ce4+ Re7 18 f6+!
     Nos dois exemplos mais eloquentes dessa posição, encontramos 18 Cd6 Bh6+ 19 Rb1 Rf6 20 Thf1 Tf8 21 Txf2 Cc6 22 Dc4! Bf4? 23 Txf4! exf4 24 Dc3+ Rg5 25 Tg1+ Rh4 26 Df3, 1-0. Shirov-Van Wely, Mônaco 2000. Em seguida, acreditando talvez que Van Wely gostasse de perder, Topalov repetiu com ele toda essa sequência, até o lance 22 Dc4! Dessa vez, porém, o curtido GM holandês preferiu 22...Rg7! 23 Tg1+ Rh8 24 Tfg2 Bg7! 25 Txg7 Dxg7 26 Txg7 Rxg7 27 Dg4+ Rh8 28 Dg5 Be6! 29 b3 Tad8 30 Dh6 Bxf5 31 Cxb7 Tc8 32 Cd6 Bg6 33 Cxc8 Txc8 e as pretas venceram, 0-1 in 52. Topalov-Van Wely, Frankfurt 2000.

   18... Re8 19 f7+! Re7 20 Dd2! — diag. 3
      Puro laboratório! Um dos apanágios dessa variante era a manutenção do peão em f5 tolhendo a ação do bispo de c8; no entanto,Svidler libera esse bispo, desde que consiga inibir a atuação do outro bispo, o de f8 — esse, sim, verdadeira travanca na ala do rei. Outro detalhe com cheiro de formol: o imolado peão de f7, além de destelhar o abrigo de
Otello
, impede o concurso da torre preta em g8.

     20... Dc6?
     O Fritz-6.0 estipula uma vantagem de -4.34 para 20...Db6!!, conservando a dama na fiscalização da casa d8, ameaçando igualmente 21...Bh6 e dificultando a captura do peão de f2. Nesse caso (20...Db6), 21 Cd6 Bh3!? 22 Thf1 Cd7 23 Txf2 Cf6 24 Cc4 De6, conjurando o perigo. Como essa partida é de anteontem, não faltarão posteriores depurações para que se possa ter um veredicto definitivo sobre essa aguda posição.

     21 Dg5+ Rxf7 22 Thf1! Bc5
     Aqui, seria um desastre 22...Bh6? 23 Txf2+ Re8 24 Td8++; o canhestro desenvolvimento desse bispo deixa na orfandade todas as casas pretas da ala do rei.

     23 Cxf2! Cd7 24 Cg4+! Re8 25 Cxe5!
    O Fritz sugere também 25 Txd7!? Bxd7 26 Dxe5+ etc. Mas
Svidler não busca ressarcimento e, por instinto, abre a principal coluna de seu ataque. E enquanto as torres pretas mantêm intacto seu sóbrio perfil inicial, suas rivais brancas bem poderiam servir de anfiteatro para os famosos, efervescentes e temerários bailes de nossa Ilha Fiscal.

      25... De6 26 Tfe1! (diag. 4) Cf6
    
Nessas alturas, o zeitnot comandava as ações, senão Boris seguiria com o razoável 26...Tg8!? 27 Dh5+ Tg6 28 Cxg6 Be3+ 29 Rb1 hxg6 30 Df3! Rd8 31 Txe3 Df5 32 Dg3, com um vitorioso índice de +1.66. Notem, porém, que materialmente a partida estaria igualada.

    27 Cd3 Be7 28 Txe6 Bxe6 29 Tel Cd7, 1-0.
     Boris fez esse lance, mas abandonou ato contínuo. Essa partida por certo estará na berlinda nas próximas duas semanas, pelo menos.

 
 

HOME :: PERFIL :: ATUALIDADES :: COLUNAS :: TEORIA :: COMPUTAÇÃO :: XADREZ JUVENIL :: XADREZ FEMININO :: LINKS :: CONTATO