: : : : : : : : : : : : : : : : : : : : : : : : :   CRÔNICAS    : : : : : : : : : : : : : : : : : : : : : : : : :
de
Hélder Câmara


   23/11/2003                 

Homem x máquina ou publicidade x técnica

Agora mais fortes, softs provocam expectativa

        

O duelo homem x máquina (Kasparov x Fritz), realizado entre 11 e 19 deste mês em plena Broadway de New York, EUA, e com a fundamental cobertura televisiva da ESPN, valeu muito mais pela inestimável publicidade provocada do que pelo seu pobre legado técnico, incompatível com a força de seus adverasários.

O patrocínio da 3XD Tecnologies Corporation estabelecia para o concurso do nº 1 do ranking mundial um prêmio de 150 mil dólares, além de 25 mil por partida ganha. Ainda assim, a única vitória de Kasparov, que lhe permitiu empatar o match (2-2), deveu-se à péssima orientação dos programadores do Fritz ao adotarem na terceira partida uma variante condenada pela teoria.

2. X3DFritz (2807) x (2380) G. Kasparov (2ª p. match Man-Machine, NY, 13.11.03 - Espanhola, C 66) 1 e4 e5!? 2 Cf3 Cc6 3 Bb5 Cf6 4 d3! (Evitando o esvaziamento que adviria de 4 0-0 Cxe4 5 d4 Cd6 6 Bxc6 dxc6 7 dxe5 Cf5 8 Dxd8+ Rxd8, passando da abertura para o final, inutilizando assim a fase mais interessante da partida, que é o seu meio-jogo, rico em idéias humanas e... cálculos maquinais!) 4...d6 5 c3 g6 6 0-0 Bg7 7 Cbd2 0-0 Te1 Te8 9 d4 Bd7 10 d5! Ce7 11 Bxd7!! (Com isso, observa-se uma notável evolução do “sentido posicional” desses softs: o bispo preto de  casas brancas é fundamental no ataque  das

pretas na ala do rei, enquanto o seu rival branco é um estorvo nesse tipo de posição, em especial pela fixação dos peões em d5 e e4). 11...Cxd7 12 a4! h6 13 a5 a6 14 b4! f5! (Nota-se que a Espanhola se transformou numa Índia do Rei, quando, centro cerrado, as brancas atacam na ala da dama e as pretas, na ala do rei). 15 c4 Cf6 16 Bb2 Dd7 17 Tb1 g5?! (Segundo Khalifman, era melhor 17...f4, avolumando a avalanche de peões sobre o rei adversário) 18 exf5! (Claro, agora que as pretas não dispõem da emenda 18...gxf5) 18... Dxf5 19 Cf1! (Fantástica, a “compreensão estratégica” do Fritz manobrando para conseguir o domínio da casa-e4, anulando assim a ação do bispo de g7, além de aumentar sua pressão na ala da dama). 19...Dh7 20 C3d2 Cf5 21 Ce4!? Cxe4 22 Txe4 h5 23 Dd3 Tf8 24 Tbe1 Tf7 25 T1e2!? (Os expertos queriam o imediato 25 c5). 25...g4! 26 Db3! Taf8! (Concluindo a transferência de todas as suas peças para a ala onde está a atacar). 27 c5?! (Era melhor 27 b5! Ce7 28 b6! cxb6 29 Dxb6 Cc8 30 De3 Dg6 31 c5 com maiores chances para as brancas, de acordo com Califa). 27...Dg6 28 cxd6 cxd6 29 b5!? axb5! 30 Dxb5 Bh6 (As brancas têm uma evidente vantagem de espaço, sem que isso no entanto seja alguma garantia de vitória). 31 Db6 Rh7 32 Db4 Tg7?? (Toda a partida se resumiu nesse erro palmar de Kasparov, que entrega não apenas um peão, mas abre a principal coluna do tabuleiro para a vitória do soft. Com 32...Tc7 ou mesmo 32... Tg8, e a luta estaria ainda muito longe de uma definição. Ressalte-se, porém, que em ambas as duas primeiras partidas, Kasparov ficou apuradíssimo no relógio, mas já que existe um limite de tempo pré-estabelecido para a sua conclusão, então não há o que reclamar). 33 Txe5! dxe5 34 Dxf8 Cd4?! (Descoroçoado, o Boss nem acerta com a melhor resistência, que seria 34...Tf7 35 De8 Bg7 36 Ba3 Tc7 37 Dxg6+ Rxg6 38 Td2 Td7 39 Cg3 Cxg3 40 hxg3 Bh6 41 Td3 Rf5, com chances de sobrevivência). 35 Bxd4 exd4 36 Te8! Tg8 37 De7+ Tg7 (37...Dg7 38 d6 Bg5 39 Txg8! Rxg8 40 De8+! Df8 41 d7 Bd8 42 Dxh5+-). 38 Dd8! Tg8 39 Dd7+!!, 1-0. Não é possível deter a “costura” da dama branca via c8 e b7: 39...Tg7 40 Dc8 Dd6 41 Th8+ Rg6 42 De8+ Tf7 43 Txh6++-. Esse match está extensamente analisado no site www.hcamara.com.br.

 

Estudos e problemas

714 A (G. Kasparian, Shajmaty, 1936 - 3º pr.) 1 c7 Dh8 2 Td4! (2 Tc1? Da1+!) 2…Dg8 3 Td5! Dh8 4 Te5 Dg8 5 Te6!! Dh8 6 Tf6 Dg8 7 Tf7 Dh8 8 Tg7 De8 9 Tg2!! Dh8 10 Ta2 Dg8 11 Rxb5+! Dxa1 12 c8=T#.B (H. van Duben, Nya Dagligt Allehanda, 1824) 1 Th6! Re4 2 Rg6! Rf4 3 Th4#; 1…Rxf5 2 De1!! Rf4 3 Tf6#.
 

HOME :: PERFIL :: ATUALIDADES :: COLUNAS :: TEORIA :: COMPUTAÇÃO :: ARQUIVO :: XADREZ FEMININO :: LINKS :: CONTATO