: : : : : : : : : : : : : : : : : : : : : : : : :   CRÔNICAS    : : : : : : : : : : : : : : : : : : : : : : : : :
de
Hélder Câmara


   22/01/2005                 

Supertorneio Corus é o mais forte da temporada
Alto índice de combatividade no Festival de Wijk aan Zee


 


Short x Morozevich (4ª r.)
 

    O Festival de Wijk aan Zee, na Holanda, que se realiza entre 14 e 30 deste mês, consta de provas em vários níveis, com ênfase para o Supertorneio Corus, com um rate-médio de 2721 – Categoria 19, perfilando uma plêiade do tabuleiro magistral, à exceção de  Garry Kasparov, que se preparava para o seu milionário e revogado match com Rustam Kasimdzhanov, atual campeão mundial da Fide.


     Por ordem de rating, anotamos: 1. Viswanathan Anand (2786), 2. Veselin Topalov (2757), 3. Vladimir Kramnik (2754), 4. Peter Leko (2749), 5. Alexander Morozevich (2741), 6. Michael Adams (2741), 7. Peter Svidler (2735), 8. Judit Polgar (2728), 9. Alexander Grischuk (2710), 10. Ruslan Ponomariov (2700), 11. Ivan Sokolov (2685), 12. Loek Van Wely (2679), 13. Nigel Short (2674) e 13. Lázaro Bruzón (2652).

     
 N. Short (2674) x (2741) A. Morozevich (4ª rod. Corus, 18.01.2005 – Philidor, C 41)

      1 e4 e5 2 Cf3 d6
      Sasha parece
concordar com Philidor, que há 254 anos garantiu ser esta “a única defesa correta contra a abertura do Cavalo do Rei”.

      3 d4 exd4 4 Cxd4 Cf6 5 Cc3 Be7 6 Bf4
      A
idéia desse lance é dificultar o avanço ...d5, ao mesmo tempo que sinaliza a pretensão de fazer o 0-0-0.

      6...0-0 7 Be2!? Te8 8 Dd2!
      Agora
, não resta dúvida, as brancas farão o 0-0-0 e empreenderão forte ataque na ala do rei...

      8...Cc6 9 0-0!
      A
batalha psicológica vencida por Short foi não aceitar o repto para uma luta franca (0-0-0) contra um jogador de ataque.

     9...Bf8 10 f3
     Melhor
do que 10 Cxc6 bxc6 11 e5 Cg4 12 exd6 cxd6 13 Bf3 d5 14 Tfe1 Bf5 15 Txe8 Dxe8 16 Te1 De7, com paridade, embora 0-1 in 58. Haskamp x Straeter, Bundesliga 2000.

     10...a6
     Sempre
a idéia de jogar 11...d5, sem permitir a incômoda incursão 12 Cb5.

     11 Cxc6 bxc6 12 Tad1 Be6 13 Ca4!?
     Liberando o
avanço c4 e pretendendo, no caso de 13...d5, aferrolhar a posição com 14 Da5.

     13...a5 14 b3 Db8 15 c4 d5!
     Esse
lance permite escancarar seu roque, agudizando a luta e imprimindo-lhe um cunho de rara dramaticidade.

     16 cxd5 cxd5 17 Bg5! Dxe4
     No
caso de 17...Be7 18 e5! Bb4 19 Dc2 Cd7 20 f4, com superioridade, +0.80 F/8.

     18 Bxf6 gxf6?!
     O Fritz-8 indica 18...e3!, reduzindo
pela metade a inferioridade das pretas, -0.62.

     19 fxe4 Db4 20 Df4!
     Não obstante a marginalização de seu cavalo, Short aceita o desafio de enfrentar Sasha no seu habitat, o pantanoso terreno tático.

     20...f5 21 Bd3
     Era
melhor 21 Bh5! Dxe4 22 Dg5+ Bg7 23 Bf3 h6 24 Dc1! +-1.97 F/8.

     21...Dd4+ 22 Rh1 Bd6 23 Dh4! f4
    
Para Sasha não importa a qualidade, desde que ele possa manter suas hábeis agulhas (bispos de d6 e e6) costurando uma perigosa rede de mate.

     24 Bb5!
     Preferível a 24 e5 Dxe5 25 Dxh7+ Rf8,
com boa defesa.

     24...De5 25 Bxe8 Txe8
    
Para o jogador de ataque, uma qualidade a menos representa uma peça menor a mais...

     26 Df2 f5!? 27 exf5 Dxf5 28 Cb2
    
Penosamente, Short repõe o cavalo em jogo, que se vai revelar um defensor admirável.

     28...Bd5 29 Cc4 f3!? 30 gxf3 Bc5!?  -  (D1)

     31 Dg3+?!  
     Para
esse lance, o Fritz registra +1.50, e para 31 Dg2+!!, +2.33 – pois o rei preto deve ir para f8, senão 31...Rh8 32 Db2+! Rg8 33 Tg1+! Bxg1 34 Txg1+, ganhando. Então, 31 Dg2+ Rf8 32 Cd2! Te6 33 Ce4 Tg6 34 Db2 Be7 (não serve 34...Tg1+? 35 Txg1 Dxf3+ 36 Dg2 Bxe4 37 Tgf1 Bf2 38 Txf2 Dxf2 39 Dxe4, etc) 35 Dh8+ Tg8 36 Dc3, com superioridade, +2.64 F/8.

     31...Rh8 32 Td2! a4 33 Tg2 Bd4
     A
defesa 33...Tg8 permitiria a indesejável troca 34 De5+!, ganhando.

     34 Dg4
     Se 34 Dg5?,
não 34...Dxf3? 35 Ce3!!+-, mas 34...Dxg5! 35 Txg5 Bxf3+!, empatando.

     34...Dd3 35 Cd2! Tg8 36 Dh3 Tf8 37 Dh6 Te8 38 Dh5!
    
Com habilidade, Short passa de agredido a agressor, forçando a difícil defesa de ataques conjugados.

     38...Te5 39 Dg4! Tf5 40 Te1!!  - (D2)

  

       

      No último lance do controle de tempo, Short põe a pleno todas as suas peças, inviabilizando qualquer defesa das pretas.

      40...Tf8 41 Df4! Tg8 

      Agora é Sasha que, assediado, busca o alívio das trocas.

      42 Txg8+ Bxg8 42 Te5!!, 1-0.

      O cavalo de d2 garante o sucesso do ataque.



Estudos e problemas

765   A   (H. Rinck, Basler Nachrichten 1930) 1 Te4+ Rc5 2 Td4! Rxd4 3 d7 Re3
               4 d8=T!! (4 d8=D? d1=D 5 Dxd1=) 4…Re2 5 Rh3+-.

         B   (G. Zahodjakin, Problem 1968) 1 Ta6!! Txa6 2 Cdf4 Tf6 3 Cg2#.

 

HOME :: PERFIL :: ATUALIDADES :: COLUNAS :: TEORIA :: COMPUTAÇÃO :: ARQUIVO :: XADREZ FEMININO :: LINKS :: CONTATO