: : : : : : : : : : : : : : : : : : : : : : : : :   CRÔNICAS    : : : : : : : : : : : : : : : : : : : : : : : : :
de
Hélder Câmara


   13/12/2003                 

Karpov revela banalização dos títulos magistrais

Ex-campeão mundial é eliminado de torneio na Espanha
 

         O imbróglio envolvendo o ex-campeão mundial Anatoly Karpov e os dirigentes do Torneio Bali Stars, em Benidorm, Espanha, que o eliminaram da prova, reflete bem a desmoralização a que chegaram os outrora gloriosos títulos magistrais, que eram, depois de rigorosa triagem, concedidos por uma prudente, austera e recatada Fide. Hoje, qualquer lheguelhé (salve, Crisan!) pode chegar ao título de GM e vivos (muito vivos) há seis campeões mundiais —- de todos os tamanhos, tipos e idades.

          Após uma rápida, acolhedora e coletora estada em nosso país, Karpov chegou a Benidorm no mesmo dia do início do torneio. Alegou que estava cansado, 12 horas de aeroporto, e sem as condições ideais para um bom desempenho na primeira rodada contra o jovem Teimur Radjabov, GM de 16 anos de idade. Mas em vez de ficar descansando no hotel, eis que ele se dirige a Valência para apadrinhar um evento comemorativo pela alvissareira descoberta histórica de que àquela região se deve a introdução da Dama (Rainha) com os movimentos como hoje conhecemos —- daí o pleito de que Valência seja considerada como “o berço do xadrez moderno”.


        No último dia 8, em sua seção no “Telegraph”, de Londres, o super GM-A inglês Nigel Short comentou que “nos tempos da União Soviética, para os que detinham o poder político (Karpov foi deputado na ex-URSS), as enfermidades fingidas ou reais eram uma desculpa muito empregada para adiar partidas até o momento em que isso fosse da maior inconveniência para o seu adversário. Agora em Benidorm, com o seu amigo russo Alexander Bach como árbitro principal, Karpov provavelmente julgou que o assunto seria concluído em seu favor como nos velhos e bons tempos do comunismo. Mas não foi assim.”

        O desfecho todos sabem: Karpov perdeu por ausência para Radjabov e não compareceu no dia seguinte para jogar contra Judit Polgar, sendo por isso mesmo eliminado do torneio.

        Palavras do “injustiçado” Karpov: “Não entendo esses idiotas. Adiar uma partida por motivo de força maior é normal em nosso esporte. Minha conclusão sobre a situação caótica em que o xadrez hoje se encontra também é normal, por que nós a merecemos.”

        Em tempo: os movimentos de Dama podem ter sido modificados na Idade Média, mas é certeza de que os saltos do Cavalo remontam à Antiguidade. Os coices de burro, sim, é que só apareceram mais recentemente.

       Em recente Open na República Dominicana, o costarriquenho Alejandro Ramirez (21.06.88) obteve sua norma definitiva de GM. Vejam uma de suas partidas e julguem vocês o seu mérito.

        E. Alekseev (2610) x (2480) A. Ramirez (9ª rod. St. Domingo, 04.12.2003 —- Siciliana, B 31) 1 e4 c5 2 Cf3 Cc6 3 Bb5 g6 4 0-0 Bg7 5 c3 Cf6 6 Da4 0-0 7 d4 cxd4 8 cxd4 d6 9 Bxc6 bxc6 10 Dxc6 Bg4 11 Cbd2 Tc8 12 Da4 Db6 13 Te1 Db7 14 Db3 Dxb3 15 Cxb3 Tc2 16 h3 Bxf3 17 gxf3 Tfc8 18 Tb1 Cd7 19 Bg5 Rf8 20 Tec1 Cb6 21 Rf1 a5 22 Be3 a4 23 Txc2 Txc2 24 Ca1 Tc8 25 Re2 Re8 26 Rd3 Rd7 27 Tc1 Tb8 28 Cc2 d5 29 Cb4 e6 30 Ca6 Ta8 31 Tc7+ Re8 32 Cc5 Bf8 33 Bf4 Be7 34 Rc3 h5 35 Tb7 Cc4 36 Tb8+ Txb8 37 Bxb8 Bxc5 38 dxc5 Rd7 39 exd5 exd5 40 f4 Rc6 41 Bd6! Rb5 42 b3 axb3 43 axb3 Ca5 44 Rd4 Rc6 45 b4 Cb3+ 46 Re5 d4 47 Re4 f5+ 48 Rd3 Rd5 49 Be5 Cc1+ 50 Rc2 Ca2 51 Rb3 Cc1+ 52 Rc2 Ca2 53 Rb3 Cc1+ 54 Ra4? Cd3 55 Bf6 Cxf2 56 Rb3 Cxh3 57 Be5 h4 58 Bf6 Cxf4 59 Bxh4 Ce6 60 Rc2 g5 61 Bf2 f4 62 Rd3 g4 63 Re2 g3 64 Be1 Re4 65 c6 f3+ 66 Rf1 f2, 0-1.

          A roda-gigante do Parque dos Capivaras (www.hcamara.com.br) vai se movimentar.

 


Estudos e problemas

717 A (Y. Lazar, Tipografia, 1977 - 2º pr.) 1 Te7+ Rh8 (1...Tg7? 2 f6+-) 2 g6 Tg7 3 f6! Txg6 4 Te8 Txf6 5 Rd2! (5 d8=D? Te6+!=) 5…Tf2+ 6 Rxd3 Tf1 7 Rc4! Tf4+ 8 Rb5! Tf5+ 9 Ra4!+-. B (J. Bridport, Illustrated London News, 1854) 1 Th1! Rc3 2 Th2! d3 3 Db2#; 1…Ra3 2 Th4!! d3/Rd3 3 Te4/Th3#.
 

HOME :: PERFIL :: ATUALIDADES :: COLUNAS :: TEORIA :: COMPUTAÇÃO :: ARQUIVO :: XADREZ FEMININO :: LINKS :: CONTATO