: : : : : : : : : : : : : : : : : : : : : : : : :   CRÔNICAS    : : : : : : : : : : : : : : : : : : : : : : : : :
 

  New York Open
 

 

 

    Do recem-findo New York Open 2000 (5-11, maio), selecionamos a partida a seguir (Sarunas Sulskis, 26.11.72 Lituânia 2.499 versus Viktor Bologan, 14.12.71 Moldávia 2.596), pela beleza romântica de seu desenrolar incomum.

S.SULSKIS (2.499) x (2.596) V. BOLOGAN (4ª rod. New York Open, 07.05.00 - Moderna, B 06)

1 e4 g6

Logo de saída, um singular contra-senso: essa antiquíssima jogada caracteriza a defesa Moderna, que, segundo Alekhine, "é com justiça considerada inferior, uma vez que concede às brancas o pleno controle das casas centrais" Como pontos principais da estratégia das brancas, a teoria recomenda um ataque através das colunas f e/ou h, a paralização do avanço adversário na ala da dama e a troca do bispo do fianchetto para melhor explorar a debilidade das casas pretas.

 2 Cc3 c6!?

Outro drible: o que seria uma defesa Pirc ou Moderna, pode se transformar de repente numa defesa Zak ou numa variante Gurgenidze da defesa Caro-Kann. E é ao conhecimento informatizado dessas tortuosas engrenagens teóricas que se deve creditar a maior parte do sucesso dos mestres da atualidade.

3 Bc4 Bg7 4 h4!?

O famoso lance "da namorada": você marca um cinema com ela às dez e começa a jogar às oito; faz um lance como esse que, às nove, a partida estará concluída com um resultado, negativo ou positivo, sempre beneficiando a dona do seu coração ...

4... e6?

Na imensa maioria das partidas nessa linha, a resposta lógica é ... h5, não permitindo o incômodo pontaço a seguir, quando as brancas, a seu talante, podem trocar, avançar e até sacrificar esse temerário garrincha do tabuleiro. Por exemplo, 1 e4 g6 2 d4 Bg7 3 Cc3 d6 4 Be3 a6 5 Be2 Cd7 6 h4 h5! 7 Ch3 b5, com chances recíprocas, 0-1 in 38. Slobodan-Arencibia, Havana 1999; ou então, 1 e4 g6 2 d4 Bg7 3 Cc3 d6 4 Cf3 e6 5 h4 h6 6 Be3 a6 7 Bd3 b5, com equilíbrio, 112-112 in 37. Shirov-Spassky, Paris 2000.

5 h5! d5 6 Bb3 Ca6 7 d4!

 Sarunas se comporta com o ímpeto dos jogadores de ataque, caracterizado pela sofreguidão em desenvolver suas peças, não se importando a que preço. E ao mesmo tempo em que ele libera suas peças (d4), impede a desmarginalização do cavalo de a6, obrigando assim a aceitação desse sacrifício de peão.

 7... dxe4 8 Cxe4 Dxd4 9 De2!

É evidente que o capivaresco xeque em d6 (9 Cd6+) levaria a uma indesejável troca de peças, esvaziando a posição.

 9 ... Cf6

 De minha trinca terrível, o Fritz-6.0 e o Hiarcs-7.32 concordam com o lance do texto; no entanto, o tático Júnior -6.0 quer o objetivo e imediato 9... Cc5, que, segundo ele, dá uma pequena vantagem para as pretas.

 10 h6! Bf8 11 Cg5!

 Claro, quem atraca não troca - como diz o meu amigo Juvenal, do cais do porto.

 11 ... Be7

O Júnior insiste no imediatismo de 11 ... Cc5, mas o discernimento de Viktor o induz a completar seu desenvolvimento, livrando o rei preto dessa perigosa posição central.

 12 C1f3 Dd8 13 Be3 0-0 14 Td1 Dc7 15 Bd4 Cd5

Esse lance denuncia a dificuldade das pretas em melhorar sua posição, posto que elas se movimentam com dificuldade num espaço exíguo, preço muito alto por um mísero peão.

 16 0-0 b5!?

Garantindo a permanência do cavalo em d5 e ainda vislumbrando aliviar-se do bispo de e5.

 17 Bg7 Te8 18 c4! -

 As brancas não podem permitir a permanência indefinida dessa inibidora estátua equestre no centro do tabuleiro (Cd5); antes, porém, não custa nada quebrar os dentes da ala da dama adversária, para depois, então, churrasquear esse cavalo.

18 ... bxc4 19 Bxc4 Ce5 20 b4!

O importante é não deixar o adversário respirar; agora, se 20 ... Cxb4? 21 Be5 Da5 22 Db2 Cd5 23 Txd5! f6 (23 ... exd5 24 Be7!+-) 24 Bc3! Dxc3 25 Dxc3 exd5 26 Te1!, com posição ganhadora. Esse inaceitável sacrifício de peão tem como objetivo a liberação da casa b2, quando as brancas, mesmo de ponta-cabeça, estabeleceriam um perigoso estilingue na diagonal do diabo (al-h8), principalmente por cansa daquele gancho em h6.

 20... Ca4 21 Bxd5!

Esse cavalo, aliás, esse paredão não ia mesmo sair daí, então o jeito era detoná-lo, diminuindo do adversário mais uma peça defensiva. Agora, se 21 ... cxd5 22 Cxf7! Rxf7 23 Ce5+ Rg8 24 Db5+-; ou então, 21 ... cxd5 22 Cxf7 Bxb4 23 Db5 Dxf7 24 Dxb4 Cb6 25 Tfe1 e com o perpétuo domínio dessa diagonal terrível, as brancas estariam muito superiores.

 21... exd5 22 Tfe1 Bf5

 Sem desconfiar do desastre iminente, Viktor pretere o razoável 22 ... Bg4, quando as minhas máquinas continuam registrando a superioridade das brancas. Nesse caso, então, impunha-se (J) 23 Bf6! a5 24 Dxe7!! Txe7 25 Txe7 Db8 26 Txf7 Ta7 27 Be7! Txe7 28 Txe7 Bxf3 29 Tg7+ Rf8 30 Cxh7+, ganhando.

 23 Cxh7! Rxh7 (diag.2) 24 Dxe7!!

 Unânimes, as minhas máquinas apontam esse desfecho, diferindo apenas na gradação de sua excelência; se 24 ... Txe7? 25 Cg5+! Rg8 26 Bf6!! e as pretas não têm como deter a caminhada do mortal peão-h - lembram-se dele?.

24... Dxe7!? 25 Txe7 f6!

 Outra vez, se 25 ... Txe7?? 26 Cg5+ Rg8 27 Bf6, seguido de mate.

 26 Tf7 Rg8 27 Txf6 Cc3 28 Cg5!

 Sem contar a vantagem material, as brancas mantêm a asfixiadora rede de mate sobre o adversário; aqui, se 28 ... Cxd1?? 29 Tf7!, ganhando.

28 ... Te7 29 Td2 Tc8 - diag. 3

 A partir daqui, não faz mais sentido continuar analisando uma posição destituída de qualquer chance de salvação.

 30 Txf5!!  Txg7!? 31 Tf3

 Também ganha J/ 31 Tf6! +1.97 ou F/ 31 Te5! +2.22

 31... Ce4 32 Cxe4 dxe4 33 Tf6 Tb7 34 Txg6+ Rh8 35 a3 c5 36 bxc5 Txc5 37Te6 Tb1+ 38 Rh2 Th5+ 39 Rg3 Tg5+ 40 Rf4 Txg2 41 Td8+! Tg8 42 Txg8+ Rxg8 43 Rxe4 Tb7 44 f4 Rh7 45 f5 Tc7 46 Rf4 Tb7 47 Rg5 Tc7 48 a4 Tb7 49 a5 Tc7 50 Tg6 Td7 51 a6 Tc7 52 Tg7+! Txg7+ 53 hxg7 Rxg7 54 f6+, 1-0.

 Agora, você já pode ir com sua namorada ao cinema, assistir não importa que filme. Pode ser até aquele clássico "Poeira em alto-mar"

 A tabela final do New York Open 2000 registrava: 1. llya Smirin 21.01.68 Israel 2666),com 7.5 pontos em 9 possíveis; 2/5. Kenkin, De Firniian, Goldin e Ivanov 7.0; 6/15. Tregubov, Christiansen, Yermolinsky, Dvoirys, Grischuk, Leitão, Nielsen, Bauer, Stripunsky e Kalatarian 6.5, num total de 201 participantes

 
 

HOME :: PERFIL :: ATUALIDADES :: COLUNAS :: TEORIA :: COMPUTAÇÃO :: XADREZ JUVENIL :: XADREZ FEMININO :: LINKS :: CONTATO