: : : : : : : : : : : : : : : : : : : : : : : : :   CRÔNICAS    : : : : : : : : : : : : : : : : : : : : : : : : :
 

   Grand Prix de Dubai
 

O ostentoso apelo promocional dessa festa quase justificou sua inevitável pobreza técnica
 

 

A - Br. jogam e ganham



B - Mate em 3 lances

 

Forte Al Faheidi, Dubai

    A Fide (Fédération Internationale Des Échecs) está realizando este ano cinco Grand Prix (Dubai, Rússia, Croácia, Índia e Brasil) de partidas rápidas (25m + 10s p/ lance executado), com prêmios sedutores e uma proposição elogiável, se considerarmos o lado meramente promocional desses eventos. Sob o aspecto técnico, a julgar pela partidas praticadas em Dubai (UAE, abril, 3-8), o homem, em sua desesperada tentativa de se rivalizar com a máquina, ainda terá de evoluir muito para chegar a um mínimo necessário de precisão capaz do encantamento que nos seduz há séculos.

     A tabela final registrava: 1. Peter Leko (08.09.79 Hun 2713); 2. Alexander Grischuk (31.10.83 Rus 2671) 3. A. Shirov; 4. K. Georgiev; 5. A. Karpov; 6. Z. Azmaiparashvili; 7. V. Topalov; 8. E. Bacrot; 9 V. Anand; 10. A. Khalifman; 11. A. Dreev; 12. T. Radiabov; 13. J. Lautier; 14. V. Ivanchuk; 15. N. Short; 16. Zhu Chen.

   Peter Leko (HUN), campeão do Grand Prix de Dubai  Na 1ª rodada (03.04.2002), após o espocar dos flashs, as atenções se voltavam para os encontros mais relevantes: Karpov-Van Wely, Grischuk-Morozevich, Bareev-Ivanchuk, Svidler-Short, lembrando que nessa fase, apenas nessa fase, adotava-se a “degola”, quando os perdedores eram sumariamente eliminados do torneio.

     O emparceiramento draconiano (ótimo para opens, pelo seu cunho antimarmeleiro) estabelecia os enfrentamentos 1x2, 3x4, 5x6 e assim por diante. Dos 32 inscritos, só 16 permaneciam na luta pelas primeiras colocações.

     Na mesa 1, os campeões masculino e feminino da Fide, Ruslan Ponomariov (11.10.83 Ucrânia 2727) e Zhu Chen (16.03.76 China 2505), num duelo que não despertava maior interesse, levando-se em conta a última e espetacular atuação de Ponomariov no recente torneio de Linares em que ele suplantou ases consagrados como Anand, Adams, Ivanchuk e Shirov, sendo superado apenas por Kasparov.

     Na primeira partida entre esses dois (Zhu-Ponomariov), a campeã conseguiu uma promissora posição (BR: Rh1, Ta6, g3 e h2; PR: Rg6, Bf6, e4, f5 e h7), que não soube transformar em vitória. Pode-se dizer que mesmo sem causar danos consideráveis, o raio atingiu o baobá pela primeira vez. Na segunda partida...

R. Ponomariov (2727) x (2505) Zhu Chen (1ª rod. Dubai, 1.2, 03.04.2002 - Siciliana, B 90)
 1 e4 c5 2 Cf3 d6 3 d4 cxd4 4 Cxd4 Cf6 5 Cc3 a6 6 f3 e5 7 Cb3 Be6 8 Be3 Be7 9 Dd2 h5 10 Be2 Cbd7 11 Cd5 Cxd5 12 exd5 Bf5 13 0-0 0-0 14 Ca5 Dc7 15 c4 Bf6 16 Tac1 b6 17 Cc6 a5 18 f4 exd4 19 Bxf4 Bg6 20 Bd3 Bxd3 21 Dxd3 Tae8 22 Tc2 Cb8 23 Dg3 h4 24 Df3 Cxc6 25 dxc6 Te6 26 Td2 Tc8 27 b3 Dxc6 28 Td5 Tce8 29 a4 Dc7 30 g4 Be5 31 g5 De7 32 Bd2 Bb2 33 Tf5 Bd4+ 34 Rh1 Tf8 35 Dd5 Bc5 36 Bc3 Tg6 37 Te1 Dd8 38 Rg2 Da8! 39 Dxa8 Txa8 40 Te7 f6 41 Rh3 d5! 42 Te2 d4 43 Bd2 fxg5 44 Rg4 Tf8 45 Txf8+ Rxf8 46 Te5 h3 47 Rxh3 g4+ 48 Rg2 d3 49 Bf4 Tf6 50 Te4 d2! 51 Bxd2 Tf2+ 52 Rg3 Txd2 53 Rxg4 Td3 54 h4 Txb3 55 Tf4+ Rg8 56 Rf5 Rh7 57 h5 Th3 58 Rg4 Ta3 59 h6 Rxh6 60 Rf5 g6+ 61 Rf6 Rh5!, 0-1.

     E o baobá desabou.

     Maior pena causou a eliminação do MI Sergey Kariakin (12.01.1990 Ucr 2489), que se classificara no Internet Qualifier's Tournament na véspera do início desse Grand Prix.

S. Kariakin (2489) x (2735) V. Topalov (1ª rod. Dubai, 1.2, 03.04.2002 - Siciliana, B 53)
 1 e4 c5 2 Cf3 Cc6 3 Bb5 d6 4 d4 cxd4 5 Dxd4 Bd7 6 Bxc6 Bxc6 7 Cc3 Cf6 8 Bg5 e6 9 0-0-0 Be7 10 The1 0-0 11 Dd2 h6 12 Bf4 e5 13 Bg3 Tc8 14 Rb1 b5 15 De2 b4 16 Cd5 Cxd5 17 exd5 Bd7 18 Cd2 Dc7 19 Tc1 Bf5 20 Ra1 Da5 21 f4 Dxd5 22 Cf1 Be6 23 Da6 exf4 24 Bxf4 Bf6 25 Ted1 De4 26 Bxd6 (diagrama) Txc2! 27 Tb1 Dxg2 28 Td2 Txd2 29 Cxd2 Dxd2 30 Bxf8 Rxf8 31 Dxa7 g5! 32 a3 Rg7 33 Da5 Ba2!!, 0-1.

     No lista dos eliminados em definitivo dessa 1ª rodada anotamos também os nomes de Van Wely, Jiangchuan, Nikolic, Morozevich, Bareev, Ehlvest e Svidler, entre outros.

     Na 2ª rodada (04.04.2002), outro jovem portento do topboard internacional seria derrotado: Teimur Radiabov (12.03.1987 Azerbaijão 2595) não resistiu ao jogo envolvente de Grischuk, que viria a ser o vicecampeão da prova.

A. Grischuk (2670) x (2595) T. Radiabov (2ª rod. Dubai, 2.1, 04.04.02 - Francesa, C 02)
 1 e4 e6 2 d4 d5 3 e5 c5 4 c3 Cc6 5 Cf3 Bd7 6 Be2 Tc8 7 0-0 a6 8 Rh1 Cge7 9 dxc5 Cg6 10 Be3 Ccxe5 11 Cxe5 Cxe5 12 b4 Be7 13 Cd2 Cc6 14 f4 Bf6 15 Tc1 0-0 16 Cf3 Te8 17 a4 Dc7 18 Bd3 g6 19 b5 axb5 20 axb5 Ce7 21 Bd4 Bg7 22 Dd2 f6 23 c4 dxc4 24 Bxc4 Cf5 25 Bg1 Tcd8 26 Da2 Dxf4 27 Cd4 Dg4 28 Txf5! gxf5 29 c6! bxc6 30 bxc6 Bxc6 31 Bxe6+ Rh8 32 Cxc6 Td1 33 h3! Dh5 34 Bf7!, 1-0. Um estilo inconfundível.

     Na 3ª rodada (05.04.2002), partida Azmaiparashvili-Shirov, depois dos dois primeiros jogos em que ambos venceram com pretas, ei-los no tie-break decisivo. E Zurab Azmaiparashvili, que no dia anterior despachara o GM-A Anand para as posições além do 8º lugar, deixou escapar uma posição absolutamente ganha:

Z. Azmaiparashvili (2675) x (2715) A. Shirov (3ª rod. Dubai, 3.3, 05.04.02 - Reti, A 07)
 1 g3 d5 2 Bg2 Cf6 3 d3 c6 4 Cd2 Bg4 5 h3 Bh5 6 Cgf3 Cbd7 7 0-0 e5 8 e4 Bd6 9 exd5 cxd5 10 g4 Bg6 11 Ch4 0-0 12 Cxg6 hxg6 13 c4 Cc5 14 Cb3 dxc4 15 dxc4 Dc7 16 Be3 e4 17 Cxc5 Bxc5 18 Bxc5 Dxc5 19 De2 Tfe8 20 Tac1 Tad8 21 Tc3 Td4 22 De3 Ted8 23 Te1 Db4 24 g5 Td3 25 Dc1 Ch5 26 Bxe4 Td2 27 Bd5 T8xd5? 28 cxd5 Df4 (diagrama) 29 Tf3??
 
Aqui, Zurab venceria com 29 Dxd2!! Dxd2 30 Tc8+! Rh7 31 Tee8 Dxg5+ 32 Rf1 Cg3+ 33 Re1!
 29…Dxf3 30 Dxd2 Cf4! 31 Dxf4 Dxf4 32 Td1 Dxg5+ 33 Rf1 Rf8, 0-1.

Ou, como dizem os ingleses, “vale mais nascer com sorte do que com talento”...

     No encontro principal dessa rodada revela-se todo o aspecto lotérico envolvendo o que seria (e foi) a liderança do torneio, que levaria o jovem Leko à vitória final:

V. Topalov (2735) x (2710) P. Leko (3ª rod. Dubai, 3.3, 05.04.02 - Caro Kann, B 19)
 1 e4 c6 2 d4 d5 3 Cd2 exd4 4 Cxd4 Bf5 5 Cg3 Bg6 6 h4 h6 7 Cf3 Cd7 8 h5 Bh7 9 Bd3 Bxd3 10 Dxd3 e6 11 Bf4 Bb4+ 12 c3 Be7 13 0-0-0 Cgf6 14 Rb1 0-0 15 Ce5 Da5 16 Cxd7 Cxd7 17 Ce4 Df5 18 Bc1 Tad8 19 g4 Dh7 20 Thg1 f5 21 gxf5 Txf5 22 Tg6 Ce5! 23 Dg3 Txh5 24 Txe6? Dxe4+ 25 Ra1 Dh4 26 De3 Dg4 27 f3 Dxe6, 0-1.
Típica cegueira de zeitnot (apuro de tempo).

     Na 4º rodada (07.04.2002), transparece outra vez a pobreza técnica desses encontros, sendo que neste a seguir decidia quem seria um dos finalistas da competição:

A. Grischuk (2670) x (2715) A. Shirov (4ª rod. Dubai, 07.04.02 - Siciliana, B 81)
1 e4 c5 2 Cf3 d6 3 d4 cxd4 4 Cxd4 Cf6 5 Cc3 e6 6 g4 h6 7 Be3 Cc6 8 h3 Bd7 9 f4 Tc8 10 Dd2 Cxd4 11 Bxd4 e5 12 fxe5 dxe5 13 Bxe5 Bb4?! 14 0-0-0 0-0? 15 De3 Te8? 16 Bxf6! Dxf6 17 Cd5 Dd6 18 Cxb4 Dxb4 19 Txd7! Txe4 20 Df3 Tf4 21 Dd1 Da5 22 Rb1 Ta4 23 a3 Db6 24 Df3! De6 25 Td1, 1-0.

     Na 5ª e última rodada (09.04.2002) não aconteceu nenhuma partida digna de registro, sendo que no derradeiro e decisivo duelo para indicar o vencedor do torneio encontramos a seguinte posição:

Leko x Grishuk,5a.rodada Grand Prix de Dubai

     A partida seguiu 43 Rh2 e eles jogaram mais 23 lances sem que nenhuma peça fosse trocada, nenhum peão fosse movido, até cair a seta do relógio de Grischuk. Palavras de Leko: “Antes eu era bonzinho e só aceitava ganhar se merecesse. Agora, não...”.
Com quem será que o jovem Leko aprendeu isso? Será que ele andou fazendo turismo aqui entre nós e ninguém ficou sabendo? E ele era um dos poucos que podiam dizer:

"Quid Romae faciam? Mentiri néscio... "(Juvenal, Sátira I, 3, 41).


Soluções
633 A (L. Kubbel, Tidskrift för Schack, 1918) 1 Cd7+ Rd5 2 Cb6+! Rxe5 (2…Rc5 3 Bf2+!! Dxf2 4 Cd7+ Rd5 5 Cf6++-) 3 Cc4+ Rf4 4 g3+! Rmove 5 Ce3/d2++-.
 B (A. Kubbel, Neue Leipziger Zeitung, 1929 - 2º pr.) 1
De3! Ra6 2 Db6+!! cxb6 3 Cc5#; 1…Bxa4 2 Db3! Ra6 3 Txa4#.

 

HOME :: PERFIL :: ATUALIDADES :: COLUNAS :: TEORIA :: COMPUTAÇÃO :: XADREZ JUVENIL :: XADREZ FEMININO :: LINKS :: CONTATO