: : : : : : : : : : : : : : : : : : : : : : : : :   CRÔNICAS    : : : : : : : : : : : : : : : : : : : : : : : : :
 

    Capivaradas gerais
 

No tabuleiro da vida, as maiores capivaradas são quase sempre
dos melhores jogadores

 

 

A - Brancas jogam e ganham



B - Mate em 3 lances

 

     Há uma expressão inglesa que serve para definir uma situação satisfatória: “no news, good news”. Esse, porém, não é o caso da nossa atual cena enxadrística, em que os noticiários nos dão conta de casos no mínimo insólitos.

     Por exemplo, o irrequieto “Number One” G. Kasparov depois de brigar com a Fide, meteu-se agora em sarilhos com o Fibi (First International Bank of Israel), que lhe está cobrando 1.6 milhão de dólares pelo fracassado empreendimento de seu site kasparovchess.

     Enquanto isso, no Open de Lampertsheim, na Alemanha, um jogador (não revelaram seu nome) foi flagrado no banheiro consultando o famoso Pocket Fritz 2 - um minicomputador fortíssimo, do tamanho de um telefone celular. Estabelecia-se assim o primeiro caso (detectado) de doping eletrônico da história caissana.

     Uma boa, pelo menos: no recém-findo torneio de Hastings, o GM ucraniano Sergey Kariakin (12.01.1990) perfez um rate-médio de 2.590 pontos-ELO e já está jogando o Grupo B do Corus, uma das mais fortes provas do nosso calendário.

V. Tsehkovsky (2545) x (2525) S. Kariakin (8ª rod. Hastings, 04.01.2003 - Siciliana, B 23)
1 e4 c5 2 Cc3 a6 3 g3 b5!
A variante cerrada já sinalizada com 2 Cc3 tem como meta uma escalada na ala do rei; às pretas restará uma correspondente contraposição na ala da dama, que Sergey se apressa em antecipar.

4 Bg2 Bb7 5 Cge2 e6 6 0-0 Be7!
A ECO registra 6...Cc6 e 6...Cf6, mas em posições esquematizadas como esta, o melhor é fazer jogo de “fundo de quadra”, com peças na sétima fileira.

7 a3 d6 8 d4 cxd4!
Senão, depois de cerrar o centro com 9 d5, as brancas estariam absolutas para atacar na ala do rei.

9 Cxd4 Cd7 10 a4?!
O Chess Tiger 14.0 oferece a coerência de 10 f4 ou 10 Te1.

10...b4! 11 Ca2 a5 12 c3!?
Superiores em desenvolvimento, as brancas buscam as escaramuças táticas; assim, elas compõem um diagrama contraditório ao assenhorear-se da ala da dama, mas apequenando-se no centro.

12...bxc3 13 Cxc3 Cc5 14 Be3 Cf6 15 Cbd5?
O Tiger sugere 15 e5!? dxe5 16 Cxe6 fxe6 17 Bxc5 Dxd1 18 Tfxd1 Bxg2 19 Bxe7 Bf3 20 Bxf6 gxf6 21 Td6 Re7 22 Cb5 com igualdade, =0.20.

15...Ccxe4 16 Cxe4 Bxe4 17 Bxe4 Cxe4 18 Dg4 Cg5!
E não, o risco de 18...d5 19 Dxg7 Bf6 20 Dh6 Bxb2 21 Tab1 Be5 22 f4 etc. Sergey vai conservar sua vantagem de modo singular.

19 h4 h5! 20 De2 Ch7!!
Aí está: por um peão lateral o amplo domínio do centro.

21 Dxh5 0-0! 22 Tac1 Cf6! 23 Df3 Cd5!
Abrindo caminho para o avanço de sua maioria, além de centralizar um cavalo que estorva a eficiência das peças contrárias.

24 Bd4 Tc8 25 h5?!
Vitaly devia provocar o atrito na ala da dama, onde tem maioria: 25 Ca7 Tc7 26 Cc6 Tc8 27 Dg4 Bf6 28 Ce7+!? Cxe7 29 Bxf6 Cf5 30 Txc7 Dxc7 31 Dg5 com chances equivalentes, =0.12.

25 ...f5! 26 Tce1 Dd7 27 Te2 Cf6! 28 Db3!?
A luta estratégica gira em torno do avanço ou da imobilidade desses peões centrais, determinando o resultado da partida.

28...d5 29 h6 g6!
Peão na geladeira: a gente só come se não tiver outro jeito, porquanto se constitui em ótimo e indestrutível escudo defensivo.

30 De3 Ce4 31 h7+?!
A máquina sugere 31 Bg7!? Tf7 32 Rg2 Bc5 33 Df4 Bf8 34 Bxf8 Rxf8 35 De5 Th7 36 f3 com mínima superioridade, +/-0.32.

31...Rxh7 32 Rg2
Mercê da ausência do cavalo de b5 da zona de conflito, as pretas dispõem da vantagem de uma peça para defender-se.

32...Bf6! 33 Th1+ Rg8 34 Bxf6 Txf6 35 f3?!
O Tiger indica 35 Dd4! De7 36 De5 para repor seu cavalo em jogo com 37 Cd4.

35…Cxg3! 36 De5 Cxe2!!
Qual Pégaso de patas mágicas saído de um sonho infantil, esse cavalo realiza prodígios dignos dos contos de Andersen.

37 Dxf6 Cf4+! 38 Rf2
Se 38 Rg3 Ch5+! 39 Txh5 gxh5 40 Cd4 Te8-+3.94.

38...Dg7! 39 Dxg7+
No caso de 39 Dg5? Dxb2+ 40 Rg3 Dg2+! 41 Rxf4 Dd2+!, ganhando

39...Rxg7 40 Re3 e5! 41 Rd2 d4!!, 0-1.


Soluções
672 A (A. Kazantsev, Endspielstudien, 1951) 1 h4 Rb3 2 Rc1 Ra2! 3 h5 b5! 4 h6 b4 5 h7 a3! 6 b3! Ra1 7 h8=C!! (7 h8=D? a2 8 Rd2 Rb2 9 Dd8 a1=D 10 Dxd4+ Rxb3!!=) 7...Ra2 (7...a2? 8 Cg6!+-) 8 Rc2 Ra1 9 Cg6 Ra2 10 Cf4 Ra1 11 Ce6! Ra2 12 Cxd4 Ra1 13 Ce6!+-.
B (S. Gold, Nuova Rivista degli Scacchi, 1883) 1 f6! Rg3 2 Rf5 Rf3 3 Th3#; 1...Rg5 2 Ce5!! Rxh6 3 Cf7#.

 
 

HOME :: PERFIL :: ATUALIDADES :: COLUNAS :: TEORIA :: COMPUTAÇÃO :: XADREZ JUVENIL :: XADREZ FEMININO :: LINKS :: CONTATO