: : : : : : : : : : : : : : : : : : : : : : : : :   CRÔNICAS    : : : : : : : : : : : : : : : : : : : : : : : : :
 

   Grand Prix de Moscou
 

Distante da perniciosa politicagem, Kasparov impôs sua maior e irresistível força de jogo
 

 

A - Br. jogam e ganham



B - Mate em 3 lances

 

 O Grand Prix de Moscou, na Rússia, realizado entre 1 e 5 deste mês, é o segundo dos cinco programados pela Fide para este ano. O primeiro deles, em Dubai, EAU, registrou a vitória de Peter Leko. Os próximos serão os da Croácia, Índia e Brasil.

     O que está em xeque, ante a efetivação de tão momentosos eventos reunindo os maiores nomes do topboard internacional, é a real consistência técnica desses matches em duas partidas, uma vez que cada jogador dispõe de apenas 25m + 10s por lance a finish. Em caso de empate, mais duas partidas, só que agora de 5m + 10s por lance. E se ainda persistir o equilíbrio dos resultados, então sorteiam-se as cores das peças e aquele a quem couber as brancas terá 5m (contra 4m do seu adversário) e a inapelável obrigação de vencer, pois com o empate a vitória será do condutor das pretas (morte súbita).

     A princípio, são 32 participantes. Depois da primeira rodada, 16 são eliminados sumariamente, enquanto os 16 restantes continuam na disputa dos prêmios, que no presente caso atingiam um total de 120 mil dólares.

     Na primeira rodada tivemos o seguinte quadro de eliminação: 1. Kasparov x Ehlvest (2-0); 2. Ponomariov x Vlassov (1.5-0.5); 3. Bareev x Sasikiran (2.5-1.5); 4. Ivanchuk x Motylev (3-2); 5. Grischuk x Seirawan (1.5-0.5); 6. Khalifman x Ghaem (1.5-0.5); 7. Radiábov x Svidler (1.5-0.5); 8. Smirin x Karjakin (1.5-0.5); 9. Akopian x Bologan (3-2); 10. Dreev x Georgiev (3-2); 11. Judit Polgar x Nikolic (2-0); 12. Sutovsky x Azmaiparashvili (2-0); 13. Lautier x Gurevich (2-0); 14. Kasimdzhanov x Bacrot (2-0); 15. Onischuk x Vaganian (2.5-1.5) e 16. Beliavsky x Rublevsky (3-1).

GM-A Peter Svidler     Na degola dessa primeira rodada, dois destaques: a eliminação do super GM-A Peter Svidler (17.06.76 Rus 2688) diante do jovem GM Teimur Radiábov (12.03.87 Arz 2610) e outra vez a sorte madrasta do menino Sergey Karjakin (12.01.90 Ucr 2489), que já fez duas normas de GM. Como se recorda, no Gran Prix de Dubai ele fora emparceirado também na primeira rodada contra um super GM-A, Veselin Topalov...


V. Ivanchuk (2711) x (2622) A. Motylev (1ª rod. 1.1 Grand Prix Moscou, 01.06.02 - Eslava, D 18)
1 d4 d5 2 c4 c6 3 Cf3 Cf6 4 Cc3 dxc4 5 a4 Bf5 6 e3 e6 7 Bxc4 Bb4 8 0-0 Cbd7 9 De2 Bg4 10 Td1 Da5 11 e4 0-0 12 h3 Bxf3 13 Dxf3 e5 14 d5 Cb6 15 Bb3 Bxc3 16 bxc3 cxd5 17 exd5 Tac8 18 c4! Cxc4 19 Bg5! Db6 20 d6 Cd7 21 Dg4 Dxb3 22 Bh6! g6 23 Dxd7, 1-0.

A. Dreev (2677) x (2654) K. Georgiev (1ª rod. 1.1 Grand Prix Moscou, 01.06.02 - Ortodoxa, D 37)
1 d4 Cf6 2 c4 e6 3 Cf3 d5 4 Cc3 Be7 5 Dc2 0-0 6 cxd5 Cxd5 7 Bd2 Cd7 8 g3 Cxc3 9 Bxc3 b6 10 Bg2 Tb8 11 h4 Bb7 12 Cg5 Cf6 13 d5! g6 14 0-0-0 Cxd5 15 e4 Bxg5+ 16 hxg5 Dxg5+ 17 Bd2 Df6 18 exd5 Dxf2 19 Txh7+! Rxh7 20 Th1+ Rg8 21 Th8+! Rxh8 22 Bc3+ e5 23 Dxf2 f6 24 g4 g5 25 Df5, 1-0.

E. Sutovsky (2660) x (2676) Z. Azmaiparshvili (1ª rod. 1.1 Grand Prix Moscou, 01.06.02 - Pirc, B 06)
1 e4 d6 2 d4 g6 3 Cc3 Bg7 4 Bg5 a6 5 Cf3 Bg4 6 Bc4 Cc6 7 h3 Bxf3 8 Dxf3 Bf6 9 Be3 e6 10 0-0-0 Bg7 11 h4 h6 12 Dg3 h5 13 Bg5 Cce7 14 Ce2 Dd7 15 Cf4 c6 16 The1 d5 17 Bb3 Cf6 18 f3 dxe4 19 fxe4 Cg4 20 d5! cxd5 21 exd5 e5 22 Bxe7 Dxe7 23 d6! Dd8 24 Bxf7+!!, 1-0.

 GMI Alexander Beliavsky, foto MI Joara Chaves    A partir da segunda rodada, sem o fantasma da eliminação, os matches definiriam (8x8) as disputas pelas classificações de 1 a 8 e de 9 a 16. E nessa etapa, ocorreu outra surpresa: a vitória o veterano Alexander Beliavsky (17.12.53 Slo 2661) sobre o atual campeão mundial da Fide, Ruslan Ponomariov (11.10.83 Ucr 2743), por 2-0.

     Nos demais resultados, anotamos 2. Kasparov x Lautier (2-0: 1-0, 1-0); 3. Bareev x Onischuk (2-0: 1-0, 1-0); 4. Ivanchuk x Sutovsky (1.5-0.5: 1-0, ½); 5. Grischuk x Judit (3-2: ½, ½, 1-0, 0-1, 1-0); 6. Khalifman x Kasimdzhanov (1.5-0.5: ½, 1-0); 7. Smirin x Dreev (2-0: 1-0, 1-0) e 8. Radiábov x Akopian (2.5-1.5: 1-0, 0-1, 1-0, ½).

G. Kasparov (2838) x (2675) J. Lautier (2ª rod. 2.2 GP Moscou, 02.06.02 —- Siciliana, B 32) 
1 e4 c5 2 Cf3 Cc6 3 d4 cxd4 4 Cxd4 e5 5 Cb5 d6 6 C1c3 a6 7 Ca3 b5 8 Cd5 Cge7 9 c4 Cxd5 10 cxd5 Ce7 11 Cc2 Bd7 12 Bd3 g6 13 0-0 Bg7 14 Be3 0-0 15 Tc1 f5 16 f3 f4 17 Bf2 g5 18 Cb4 Cg6 19 Be2 h5 20 Rh1 Tf7 21 a4 bxa4 22 Cxa6 Cf8 23 Tc6! Tf6 24 Dxa4 Tg6 25 Db4 Df6 26 Cb8 Txb8 27 Dxb8 g4 28 Tc7 gxf3 29 Bxf3 Bg4 30 De8! Dg5 31 Tg1 h4 32 h3 Bh5 33 Df7+ Rh8 34 Tc8!, 1-0.

A. Beliavsky (2661) x (2743) R. Ponomariov (2ª rod. 2.2 GP Moscou, 02.06.02 - I. Rei, E 66)
1 d4 Cf6 2 c4 g6 3 Cf3 Bg7 4 g3 0-0 5 Bg2 d6 6 0-0 Cc6 7 Cc3 Tb8 8 d5 Ca5 9 Cd2 c5 10 Dc2 e6 11 Tb1 exd5 12 Cxd5 Bf5 13 e4 Be6 14 Cb3 Cxb3 15 axb3 Cxd5 16 cxd5 Bd7 17 Bd2 f5 18 Tfe1 fxe4 19 Bxe4 Bd4 20 Be3 Df6 21 Bxd4 Dxd4 22 Tbd1 Df6 23 Te3 Tbe8 24 Tde1 Dd4 25 h4 Rg7 26 h5 Tf6 27 Bxg6! Txe3 28 Txe3 hxg6 29 Te7+ Rh6 30 Txd7 Dxd5 31 hxg6 Txg6 32 Dc1+ Tg5 33 Df4! Dd1+ 34 Rh2, 1-0.

GMI Vassily Ivanchuk     Na terceira rodada, dia 3, afinando com as zebras pebolísticas ocorridas na Ásia, o vice-campeão mundial e super GM-A ucraniano Vassily Ivanchuk (18.03.69 - 2711) foi eliminado por Teimur Radiábov na “morte súbita”: não conseguiu vencer com brancas o último tie-break. Nos outros resultados, registramos: 2. Kasparov x Grischuk (1.5-0.5); 3. Khalifman x Bareev (1.5-0.5) e 4. Beliavsky x Smirin (1.5-0.5).

 GMI Alexander Khalifman, foto MI Joara Chaves    Diante do já banalizado desfile dos prodígios de pouca idade, com menos de 20 anos (Ponomariov, Grischuk, Bacrot, Radiábov e Karjakin), resta-nos apontar como a grande revelação o ex-candidato Beliavsky, apenas derrotado nas semifinais por Radiábov, também na “morte súbita” - que parece a especialidade desse jovem GM azerbaijano. Na outra semifinal dessa 4ª rodada, Kasparov venceu a Khalifman. Gazza necessitou de quatro partidas para superar (no relâmpago) o tenacíssimo Califa, que há três anos, ao sagrar-se campeão mundial da Fide, em Las Vegas, fora apodado por ele de “turista”.

     A final, portanto, defrontou Garry Kasparov e Teimur Radiábov, ambos de Baku, capital do Azerbaijão. E não podemos deixar de lembrar que os atuais campeão e vice-campeão mundial da Fide (Ponomariov e Ivanchuk) são ucranianos. Ou seja, todos da ex-URSS.

  Garry Kasparov x Teimur Radiábov   Em duelos assim, é comum deixar-se influenciar pela pouca idade (15) de seu adversário - como acontece com quase todos os jogadores do mundo. Bobby Fischer quebrou essa tabu, ao estabelecer que não se importava contra quem estivesse jogando, mas, sim, “com a posição das peças no tabuleiro: se eu jogar sempre o melhor, serei campeão do mundo!”. E foi assim que ele abalou a estrutura da até hoje insuperável escola do xadrez soviético.

     E se existe uma lição que Gazza aprendeu melhor do que todas as outras, por certo terá sido esta, do mais soviético dos norte-americanos.

Garry Kasparov (2838) x (2610) Teimur Radiábov (5ª rod. 5.1 Final GP Moscou, 05.06.02 - Pirc, B 06)
1 e4 g6 2 d4 Bg7 3 Cc3 c6 4 Cf3 d6 5 Be3 Cd7 6 Dd2 Cgf6 7 Bh6 Bxh6 8 Dxh6 e5 9 0-0-0! De7 10 h3 a6 11 dxe5 dxe5 12 Bc4 b5 13 Bb3 a5 14 a4 b4 15 Cb1! Ba6 16 Cbd2 0-0-0 17 De3 Rb7 18 Bc4! Cc5 19 Bxa6+ Rxa6
(diag.) 20 Cc4! Cfxe4 21 Cfxe5 Td5 22 Cxc6! Dg5 23 Txd5 Dxd5 24 C4xa5! Rb6 25 Cxb4!, 1-0.

     Na tabela final: 1. Kasparov (invicto, com 7 vitórias e 5 empates); 2. Radiábov; 3. Khalifman; 4. Beliavsky; 5. Grischuk; 6. Ivanchuk; 7. Smirin; 8. Bareev; 9. Kasimdzhanov; 10. Akopian; 11. Ponomariov; 12. Judit; 13. Onischuk; 14. Dreev; 15. Lautier; 16. Sutovsky.

 

Soluções
641 A (A. Troitzky, 300 Endspielstudien, 1924) 1 Bc7+ Re4 2 d3+ Rd4 3 Bd6!! a1=D (3...bxc4 4 Bf8 cxd3+ 5 cxd3 Rc3 6 b5!+-) 4 Bf8! Da7 5 Bc5+ Dxc5 6 bxc5 Rxc5 7 cxb5+-.
B (N. Rubens, The Problemist, 1970 - 5º pr.) 1 Rf3! Rf5 2 Dg1!! Re5/e5 3 Dd5/Dg4#.

 
 

HOME :: PERFIL :: ATUALIDADES :: COLUNAS :: TEORIA :: COMPUTAÇÃO :: XADREZ JUVENIL :: XADREZ FEMININO :: LINKS :: CONTATO