: : : : : : : : : : : : : : : : : : : : : : : : :   CRÔNICAS    : : : : : : : : : : : : : : : : : : : : : : : : :
 

  US Championship
 

 

 

     A principal cidade de Washington (EUA), Seattle, será pelos próximos dez anos a capital enxadrística norte-americana, sediando todas as finais de seu prestigioso campeonato nacional.

     Neste ano, a Seattle Chess Foundation, presidida por Erik Anderson, promovia entre 25 de setembro e 6 de outubro as finais dos campeonatos masculino e feminino dos EUA, com atraentes premiações para ambas as provas (60 e 40 mil dólares, respectivamente).

     No masculino, 2.586 pontos-ELO — Cat. 14, até a oitava rodada, a tabela de resultados registrava 1/5. Nick De Firmian, Yasser Seirawan, Joel Benjamin, Gregory Kaidanov e Dmitry Gurevich 4.5; 6/9. Larry Christiansen, Boris Gulko, John Fedorowicz e Alexander Shabalov 4.0; 10/11. Grigory Serper e Alexander Ivanov 3.5; 12. Alex Yermolinsky 2.5.

     Excesso de zelo ou cupidez monetária, a verdade é que o sofrível padrão técnico dessa prova não estava fazendo jus à sua tradição secular, apresentando cegueiras antológicas, dignas da oásica sinuca do Pituca. Parecia que os bons prêmios açulavam o comedimento dos participantes, provocando com seus empates um bolo nas nove primeiras colocações. 

     J. BENJAMIN (2.577 x (2.643) B. GULKO (2ª rod. US Champ, Seattle, 26.09.00 — Siciliana, B 63) 1 e4 c5 2 Cf3 d6 3 d4 cxd4 4 Cxd4 Cf6 5 Cc3 Cc6 6 Bg5 e6 7 Dd2 Be7 8 0-0-0 0-0 9 f3 Cxd4 10 Dxd4 a6 11 h4 Dc7 12 Rb1 b5 13 Dd2!? b4 14 Ce2 Tb8 15 g4 a5 16 Cd4 a4 17 Bd3 e5! 18 Cf5 Bxf5 19 gxf5 a3 20 b3 d5! 21 Thg1 Rh8 22 h5 Tfd8 23 h6 g6 24 De1 Tb6 25 Tg2 gxf5 26 exf5 e4!? 27 fxe4 De5 28 Bc1 dxe4 29 Bc4 Txd1 30 Dxd1 e3 31 Dg1 Tb8 32 Bxe3?? (32 Bxf7! Bc5! 33 Tg3 Dc7 34 Bc4 e2 35 De1 Ce4 36 Tf3 De5 37 Dxe2!=) 32...Db2++, 0-1.

     A. YERMOLINSKY (2.596) X (2.624) G. KAIDANOV (2ªrod. Seattle, 26.09.00 — CD Aceito, D 26) 1 d4 d5 2 c4 dxc4 3 Cf3 a6 4 e3 e6 5 Bxc4 Cf6 6 0-0 c5 7 Bb3 Cc6 8 Cc3 cxd4 9 exd4 Be7 10 Te1 0-0 11 h4!? Ca5 12 Bc2 b5 13 Dd3 Bb7 14 h5 Bxf3?! 15 Dxf3 Dxd4 16 Bf4! b4 17 Tad1 Dc5 18 Te5! Db6 19 Dg3! bxc3? 20 Bh6 g6 21 hxg6 fxg6 22 Bxg6! Rh8 23 Bxh7! Tf7 24 Bg6 Tg8 25 Be3 c2 26 Tf1 Dxb2 27 Txa5? (27 Dh2+!+-) 27...Ch7 28 Dg4 Tfg7 29 Dd4 Dxd4 30 Bxd4 Bf6 31 Bxf6 Cxf6 32 Txa6?? (32 Bxc2! Txg2+ 33 Rh1 T2g4 34 Ta4!=) 32...Txg6 33 g3 Tc8 34 Tc1 Cd5 35 Ta4 Tg7 36 Rf1 Tb7 37 Re1 Tb1 38 Rd2 Cb4, 0-1.

     A. SHABALOV (2.601) x (2.596) A. YERMOLINSKY (4ªrod. Seattle, 28.09.00 — Siciliana, B 33) 1 e4 c5 2 Cf3 Cc6 3 d4 cxd4 4 Cxd4 Db6 5 Cb3 Cf6 6 Cc3 e6 7 Bd3 d6 8 0-0 a6 9 Rh1 Be7 10 f4 0-0 11 Df3 Dc7 12 Bd2 Cb4 13 Cb5 axb5 14 Bxb4 d5 15 e5 Bxb4 16 exf6 g6 17 Dg4 Bd6 18 Cde4 Bd7 19 f5 exf5 20 Bxf5 Tfe8?? 21 Bxd7, 1-0.

A. YERMOLINSKY (2.596) x (2.542) D. GUREVICH (5ª rod. Seattle, 29.09.00 — GD Aceito, D 20) 1 d4 d5 2 c4 dxc4 3 e4 Cc6 4 Be3 Cf6 5 f3 e5 6 d5 Cd4 7 Bxc4 Bc5! 8 Bf2 e6! 9 dxc6? Db6!! 10 cxb7 Bxb7 11 Cd2 0-0 12 Ch3 Bc8 13 Cg5 h6 14 Cxf7 Txf7 15 Bxf7+ Rxf7 16 Cb3? Db4+, 0-1. 

     A partida a seguir, por mais estranha que possa parecer, cheia de nuances e chances perdidas, é um raro exemplo da verdadeira e sedutora luta enxadrística, com todos os ingredientes que compõem uma paixão capaz de nos transportar do céu para o inferno num piscar d'olhos.

        D. GUREVICH (2.542) x (2.647) Y. SEIRAWAN (7ª rod. US Champ. Seattle, 02.10.00 -- PD-Catalã, E 00)

      1 d4 Cf6 2 c4 e6 3 g3 
     Segundo a teoria, "esse lance consegue mesclar duas escolas antagônicas, uma vez que notabiliza a ortodoxia do centro clássico  (d4/c4), mas adotando também o seu domínio através do fianchetto (g3/Bg2), como preconizavam os revolucionários do hipermodernismo, Nimzowitch e Réti". Sua idéia é creditada ao grande
Segundo a teoria, "esse lance consegue mesclar duas escolas antagônicas, uma vez que notabiliza a ortodoxia do centro clássico  (d4/c4), mas adotando também o seu domínio através do fianchetto (g3/Bg2), como preconizavam os revolucionários do hipermodernismo, Nimzowitch e Réti". Sua idéia é creditada ao grande
Savielly Tartakower, que a adotou pela primeira vez em 1929, por ocasião do Torneio de Barcelona, quando, em homenagem àquela região, a batizou de Abertura Catalã.

       3... Bb4+
       Esse golpe atribuído a Effim Bogoljubov pretende uma salutar simplificação no caso de 4 Bd2. Ou então, como ocorre a seguir, as brancas serão obrigadas a colocar seu cavalo na pouco recomendável casa de d2.

       4 Cd2 d5  
      É possível 4...Cc6!? 5 Cf3 Ce4 6 Bg2 Cxd2 7 Bxd2 De7 8 0-0 Bxd2 9 Dxd2 d6 10 b4 e5 11 b5 Cxd4 12 Cxd4 exd4 13 Dxd4 0-0, com igualdade, não obstante 1-0 in 32. D. Gurevich-Betaneli, Internet ICC 2000.

       5 Bg2 0-0 6 Cf3 c6 7 0-0 b6 8 Dc2 Bb7 
       Há o registro de 8...Be7!? 9 e4 Bb7 10 b3 Cbd7 11 Bb2 Tc8 12 Tad1 h6 13 Tfe1 Dc7 14 Db1! Tfd8 15 e5!? Ce8 16 Tc1 Db8 17 c5!? bxc5 18 Ba3 Cc7 19 Bxc5 Cxc5 20 dxc5 a5 21 a3 Ca6 22 b4?! axb4 23 axb4 Ba8! 24 Bf1 Cxb4 25 Te3 Td7 26 Tb3 Da7! 27 Txb4 Bxc5 28 Tb2 Bxf2+ 29 Rg2 Be3 e, superiores, as pretas se impuseram, 0-1 in 57. Kaidanov-Seirawan, US Champ. 1994.

       9 Td1 a5 
       Ou então, 9...Cbd7 10 e4 Cxe4 11 Cxe4 dxe4 12 Dxe4 Dc7 13 c5! bxc5 14 a3 Ba5 15 Bf4 Dc8 16 Bd6 cxd4 17 Cxd4! Te8 18 Cxe6 Cb8 19 Da4 Bxc6 20 Bxc6 Cxc6 21 Tac1 Db7 22 Txc6 Ted8 23 Tdc1 Bb6 24 Dc4 e com uma pequena mas permanente superioridade posicional, as brancas venceram, 1-0 in 50. Vladimirov-Prasad, Hiderabad/IND 2000.

       10 e4 Be7 11 e5 Cfd7 12 Cf1 Ca6 13 a3 Cc7  
       A sufocante vantagem de espaço das brancas já seria suficiente para determinar o quão seu jogo é preferível.
A sufocante vantagem de espaço das brancas já seria suficiente para determinar o quão seu jogo é preferível. Seirawan talvez estivesse confiado na teoria da "mala comprimida" -- posições que ao se abrirem, voam peças para todos os lados, quase sempre em prejuízo de quem detinha mais espaço. Mas, como veremos, esse fenômeno não ocorre e sua posição vai ficando cada vez mais comprometida.

       14 h4!? h6 15 Ce3 Te8 
       É claro, quem tem mais espaço  manobra com mais facilidade. E não é difícil notar que a cada lance as peças brancas aumentam de tamanho, enquanto as peças pretas continuam as mesmas, se acotovelando na exiguidade de seu sufoco. Nesse caso, a meta das pretas deve ser a possível e imediata troca de peças para minimizar essa aflição.

       16 b3 c5 17 Bb2 Dc8 18 dxc5
       Para se fazer uma omelete...
Para se fazer uma omelete... Gurevich comete essa pequena concessão contando com a improbabilidade de 18...bxc5 19 cxd5 exd5 20 Tac1 a4 21 b4 c4 22 Bh3 Td8 23 Cf5 Bf8 24 e6!, com funestos resultados: exemplo, 24...Cxe6 25 Cxh6+, ganhando.

       18... Cxc5 19 Cd4 dxc4 20 Cxc4 Bxg2 21 Rxg2 Db7+ 22 Rg1 Ted8  
        E até parece que as pretas conseguiram consolidar sua posição. No entanto, a parte conclusiva do plano de Dmitry vai demonstrar que essa é uma falsa impressão.

       23 b4! axb4 24 axb4 C5a6 
       Era melhor 24...Txa1!? 25 Bxa1! -- se 25 Txa1 C5a6 26 b5 Cb4 27 Db3 Dd5!-+ -- 25...De4 26 Dxe4 Dxe4 27 Te1 b5! 28 Cc6 Bxb4! 29 Cxb4 bxc4 30 Txe4 Td1+ 31 Rg2 Txa1 32 Txc4 Ta7= ou ainda, 28 Txe4 bxc4 29 Bc3 Bf8 e as chances de vitória das brancas estariam bem diminuídas.

       25 b5 Cb4 26 De2 Ccd5 27 Dg4! - diag. 1 
       Yaz conseguiu safar-se razoavelmente de seus apertos de abertura, mas do rescaldo daquela quentura restou-lhe um meio-jogo de perspectivas modestas, com o seu adversário dispondo de uma dama de vantagem na ala do rei.

       27... Bc5? 
       E Yaz não se adverte do perigo que ronda a sua cidadela, senão teria procurado alívio diminuindo as tensões: 27...Txa1! 28 Txa1 Dc7 29 Cd6 Dd7! 30 h5 Bxd6 31 exd6 Cf6! 32 Dh4 Dxd6 33 Cc6 Cxc6 34 Bxf6 gxf6 35 bxc6 e5 36 Dg4+ Rf8=/-+; ou 27...Txa1! 28 Txa1 Dc7 29 Cd2  Bc5! 30 De4 Bxd4 31 Bxd4 Dd7, com um jogo satisfatório.

       28 Cd6! Dd7?? 
       Era forçado 28...Bxd6 29 Txa8 Dxa8! 30 exd6 Cf6 31 Df3 Dxf3 32 Cxf3 Cfd5 33 Ce5! e embora um pouco inferiores, as pretas poderiam se manter. Yaz se ilude com a imagem residual de sua dama defendida em d7, capaz de deter o ataque das brancas. Mas...

       29 Txa8! Txa8 - diag. 2  
       E já agora a dama preta solta, sem defesa, passa a ser alvo de uma combinação simples e ganhadora.

       30 C4f5! g6  
       É evidente que se 30...exf5 31 Cxf5, ameaçando 32 Dxg7# ou 32 Cxh6+, ganhando a dama; e se 31...Rf8 32 Dxg7+ Re8 33 Dg8+ Bf8 34 Cd6+, liquidando tudo.

        31 Cxh6+ Rg7 32 Chxf7 Tf8 33 Cg5! 
        O Junior-6.0 afere para esse lance uma ganhadora vantagem de +3.07; e para 33 h5!? Txf7 34 Dxg6+ Rf8 35 Dxf7+ Rxf7 36 Rg2 Rg8 38 h6 Rh7 39 Th1 o também considerável índice de +1.60.

       33... Txf2 34 Bd4! Ce3? 
       Depois de 34...Bxd4 35 Txd4 Tf5 36 Cxf5+ exf5 37 De2, as brancas estariam ganhas, +3.33. Esse lance 34...Ce3 é um desastre de +4.20, mas o zeitnot, dominando a situação, não permitirá que Dmitry encontre o arremate preciso.

       35 Bxc5?!  
       Vejam as cotações ganhadoras de que dispunham as brancas: a) 35 Dxe6 +2.65: b) 35 Bxe3 +4.02; c) 35 Cxe6+! +4.50. Conferindo: 35 Cxe6+! Rh8 36 Dxg6! Cxd1 37 Bxf2 Bxd6 38 exd6 Cxf2 39 Rxf2 e as pretas estariam zugadas, perdidas.

       35... Tg2+ 36 Rh1 Th2+!? 37 Rg1 Tg2+ 38 Rh1 Th2+ 39 Rxh2!  
       As repetições foram para aproximar a partida do primeiro controle de tempo (40 lances/2 horas); agora, Dmitry se dispôs a prosseguir em seu vitorioso caminho.

      39... Cxg4+ 40 Rh3! Cd5!? - diag. 3  
       As brancas ameaçavam 41 Cf5+, 41 Rxg4, 41 Bxb4 e mesmo o lance do texto, que é o melhor, não pode conter tantas ameaças.

       41 Txd5! exd5 42 e6 Da7 43 Bd4+ Rf8 44 Rxg4 Da4 (diag. 4) 45 Cf3?  
       Normalmente, numa partida de xadrez. um erro é suficiente para provocar nossa derrota; aqui, Dmitry vai caprichar numa série deles para perder essa partida. E serão erros gloriosos, monumentais, como esse aí, quando ele podia ganhar facilmente com 45 Ch7+!! Rg8 46 e7! Dd1+ 47 Rg5 Dd2+ 48 Rxg6+-; de novo, 45 Ch7+ Rg8 46 e7! Dxd4+ 47 Rh3 Rxh7 48 e8=D+-; mais uma vez, 45 Ch7+ Re7 46 Cc8+ Re8 -- se 46...Rxe6 47 Cg5+!! Rd7 48 Cxb6++- -- 47 Cf6+ Rf8 48 e7+ Rg7 49 e8=D Dxd4+ 50 Rh3 Dxf6 51 Dd7+ ou 51 De7+, ganhando.

       45... Db4 46 e7+? 
       Com 46 Cf7 ou 46 Cc8 Db1! 47 e7+ Re8 48 Cd6+ Rxe7 49 Be5, as brancas se assegurariam no mínimo o empate.

       46... Rxe7 47 Cc8+ Rd8 48 Ca7 Re8!  
      As brancas vão perder uma peça mercê da inabilidade do condutor das brancas, ginete desastrado; aqui, já não há lance aproveitável: 49 h5?! gxh7+ 50 Rxh5 Da3!-+.

       49 Cc6 Df8!  
       Ante a ameaça de mate em f5, as brancas são obrigadas a entregar uma peça. E o fazem da maneira correta, criando uma barreira que, em teoria, devia neutralizar a atual vantagem material das pretas.

       50 Bf6!? Dxf6 51 Ccd4!  
      Nessa posição, nem se pode confiar no Junior que, contando pontos materiais, dá uma vantagem para as pretas, em qualquer variante, sempre superior a -+3.00, ganhadora. Agora, porém, façamos uma pequena pausa nessa partida e vejamos um premiado estudo de K. Betinsh (1908), referente ao diagrama seguinte .
Nessa posição, nem se pode confiar no Junior que, contando pontos materiais, dá uma vantagem para as pretas, em qualquer variante, sempre superior a -+3.00, ganhadora. Agora, porém, façamos uma pequena pausa nessa partida e vejamos um premiado estudo de K. Betinsh (1908), referente ao diagrama seguinte . As brancas jogam e empatam. Solução: 1 Rc6!! g1=D (se 1...h3 2 Cg3+ Rh4 3 Ce2 h2 4 Cf3+ Rh3 5 Cxh2 Rxh2 6 Rd5!=) 2 Cxh4!! Dh1+ 3 Chf3!, empate! Na partida que estamos examinando, o rei preto pode mover-se, mas é difícil de acreditar que as brancas não possam montar um arcabouço defensivo capaz de anular essa única chance de vitória das pretas. E outra, no caso de uma devolução (...Dxd4), as brancas ainda dispõem de um peão passado na ala do rei impedindo esse recurso. Uma outra chance para Yaz é esperar um pouco mais de colaboração de Dmitri....

       51... Dh8 52 Rf4 Re7 53 g4  
      Olha aí, já começou o serviço de auto-solapa, contribuição valiosa para a vitória das pretas.

       53... Df6+ 54 Re3 Rd6 55 Cc6 Rc5 56 C6d5 Rb4 57 g5 De7+ 58 Rf4 De4+ 59 Rg3 Ra4!
       Ganhando um tempo e, com isso, forçando o rei branco à sua pior posição, uma vez que os cavalos não podem se mover.

       60 Rf2 Dg4! 61 Re3 Rb4 62 Rf2 De4 - diag. 5 
       Ou seja, aquela manobra fina e sutil parece que não serviu para nada e não pode nem de longe se rivalizar com a ajudinha que Dmitry vai emprestar ao seu adversário...

       63 Ce2 
      A variante seria 63 Rg3 Rc3 64 Rg2 Rd3 65 Rf2 Df4! 66 Rg2 Re3 67 Cc2+ Re4 68 Ccd4 Rd3 69 Rf2 De4 70 Rg2 Re3 71 Rg3 Db1 72 Rb2 Db2+ 73 Rh3 Df2, ganhando. Como se observa, sem o escudo defensivo dos peões em g3 e h4 a manobra sinuosa de rei e dama pretos se faz com muito mais facilidade...

       63... De8 64 Ced4 Rc4 65 h5!? 
       Já que se desfez da igrejinha defensiva e peão não volta atrás, então esse lance está perfeitamente de acordo com a reação que as brancas devem empreender.

       65... gxh5 66 g6 Rc5 67 g7 Dg8 68 Cf5 Dh7 69 Re3 Rxb5  
       Pelo facilitário, Yaz já vai providenciando uma dama sobressalente.

       70 C3d4+ Ra4 71 Rf3?  
       Devia haver um limite de erros por partida. Dmitry esboça uma reação mas não a executa: 71 Cc6!? Dxf5 72 g8=D De4+ 73 Rd2! Df4+ 74 Rd1! Dg4+ 75 Dxg4 hxg4 e as brancas conseguiriam empatar, segundo o Junior: 76 Ce7 g3 77 Re1! d4 78 Cf5 g2 79 Rf2 d3 80 Rxg2 d2 81 Cd2, empatando. Será? A chance de Yaz estaria em 71 Cc6!? d4+!! e a maioria das variantes favorece as pretas.

       71... b5! 72 Rf4? b4! 73 Cc3 b3!!, 0-1. 
       Não haverá exagero algum se alguém lançar a candidatura de Dmitry como "o adversário dos sonhos de qualquer um!"...

 CLASSIFICAÇÃO FINAL/STANDINGS
          06.10.2000
          US CHAMPIONSHIP-MEN

                           1 2 3 4 5 6 7 8 9 0 1 2
   1 Benjamin,Joe 2630 +96 * ½ 1 ½ ½ ½ 1 1 0 ½ ½ ½ 6.5/11 36.25
 
    Shabalov,Ale 2662 +61 ½ * 1 0 ½ ½ 0 ½ ½ 1 1 1 6.5/11 34.00
 
    Seirawan,Yas 2703 +16 0 0 * 1 1 0 ½ ½ 1 ½ 1 1 6.5/11 33.25
 
  4 Gurevich,Dmi 2635 +62 ½ 1 0 * ½ ½ ½ ½ ½ ½ ½ 1 6.0/11 32.25
     Kaidanov,Gre 2693 -1  ½ ½ 0 ½ * ½ ½ ½ 1 ½ ½ 1 6.0/11 31.25
 6 de Firmian,Nic 2663 +3  ½ ½ 1 ½ ½ * ½ 0 ½ ½ ½ ½ 5.5/11 30.75
 Christiansen,Lar 2666  0  0 1 ½ ½ ½ ½ * ½ ½ ½ ½ ½ 5.5/11 30.25
 
      Ivanov,Ale 2676 -11 0 ½ ½ ½ ½ 1 ½ * ½ ½ ½ ½ 5.5/11 29.75
            9 Gulko,Bor 2752-151 1 ½ 0 ½ 0 ½ ½ ½ * ½ ½ 0 4.5/11 25.50
      
Serper,Gre 2612 +2  ½ 0 ½ ½ ½ ½ ½ ½ ½ * 0 ½ 4.5/11 25.25
      Fedorowicz,Joh 2629 -17 ½ 0 0 ½ ½ ½ ½ ½ ½ 1 * 0 4.5/11 24.25
 

 

       Para finalizar, reproduzimos essa obra-prima de P. Ilin, de l947 
 
As brancas jogam e empatam. 

Solução:
1 Ce7+ Rh7!  (1...Rf7 2 Cc6!; 1...Rxg5 2 Cc6 Rf4 -- se 2...e2? 3 Cd4! -- 3 Cb4! Re4 4 Rb2 e2 5 Cc2 Rf3 6 Rc3 g5 7 Rd2 g4 8 Ce1+ Rf2 9 Cc2 g3 10 Ce1 Rf1 12 Ce2+ =) 2 g6+!
Rh8 3 Rb4! e2 4 Rc5!! e1=D 5 Rd6!!!, empate. O rei branco não se apartará de seu cavalo, que impede a liberação do rei adversário, anulando assim a vantagem material das pretas.

 

 

HOME :: PERFIL :: ATUALIDADES :: COLUNAS :: TEORIA :: COMPUTAÇÃO :: XADREZ JUVENIL :: XADREZ FEMININO :: LINKS :: CONTATO