: : : : : : : : : : : : : : : : : : : : : : : : :   CRÔNICAS    : : : : : : : : : : : : : : : : : : : : : : : : :
 

  Mainz - 2
 

 

 

A - Br. jogam e ganham



B - Mate em 3 lances

     O Festival de Mainz (26 de junho — 1 de julho), realizado nessa cidade vizinha a Frankfurt, na Alemanha, constituiu-se num grande sucesso ao promover as mais variadas modalidades de competições enxadrísticas.

     A atração principal, defrontando os campeões mundiais Viswanathan Anand (Fide) e Vladimir Kramnik (BGN) em oito jogos de 25m (10s de bônus por lance), revelou um enorme equilíbrio entre esses dois portentos do tabuleiro magistral. Após o empate em 4 a 4, com uma vitória apenas para cada jogador, Anand venceu seu adversário no tie-break de ‘‘xadrez relâmpago/5m’’ (5s bônus) com rara categoria, justificando assim seu epíteto de ‘‘O Expresso de Madras’’.

     No Fischer Random Chess ou Xadrez Aleatório, em que são sorteadas as colocações de todas as peças, com observância especial de que os bispos estejam em casas de cor diferente, o GM-A húngaro Peter Leko venceu o match com o GM-A inglês Michael Adams por 4.5 a 3.5.

De acordo com a programação e arrematando esse festival, Adams e Leko jogaram duas partidas contra o Pocket-Fritz, último lançamento da Gambit-Soft (disponível daqui a três meses ao preço de 99 marcos alemães). E o resultado registrou a esmagadora vitória dos humanos por 3.5 a 0.5, com um único empate contra Leko.

     Decepcionado, acessei o site www.chesstigers.de e lá estava a fotografia do ‘‘Fritinho’’: um mini-aparelho (lembra muito um barbeador, mas sem fio), que se pode esconder na palma da mão ou, melhor ainda, na bainha do telefone celular!

     Vocês podem anotar o que eu lhes digo: muito em breve, os participantes de torneios abertos sofrerão mais fiscalização do que os boys que vão fazer ‘‘depósito’’ de firmas em bancos comerciais (os seguranças sempre desconfiam que o caso deles é ‘‘retirada’’).

 

Anand (2794) x 2797) Kramnik (1/playoff, 5’, Mainz, 01.07.01 — Siciliana, B 33)   
1 e4 c5 2 Cf3 Cc6 3 d4 cxd4 4 Cxd4 Db6 5 Cb3 Cf6 6 Cc3 e6 7 De2 Bb4 8 Bd2 0-0 9 a3 Be7 10 0-0-0 d6 11 g4! a6 12 g5 Cd7 13 h4! Dc7 14 f4 b5 15 Rb1 b4 16 axb4 Cxb4 17 f5! Tb8 18 Bf4 exf5 19 exf5 Ce5 20 Bh3 Te8 21 g6! hxg6 22 Bxe5 dxe5 23 fxg6 fxg6 24 h5! Bf5 25 hxg6 Bxh3 26 Txh3 Bg5 27 Ce4! Bf4 28 Cbc5!!, 1-0.

Kramnik (2797) x (2794) Anand (2/playoff, 5’, Mainz, 01.07.01 — GD. Aceito, D 27)   
1 d4 d5 2 c4 dxc4 3 Cf3 e6 4 e3 Cf6 5 Bxc4 c5 6 0-0 a6 7 Bb3 Cbd7 8 De2 b5 9 e4 Bb7 10 d5 c4 11 dxe6 fxe6 12 Bc2 Bd6 13 b3?! Ce5 14 Cbd2? c3 15 Cb1 Cxf3+! 16 Dxf3 b4!!-+ 17 a3 a5 18 Dh3 e5 19 axb4 axb4 20 Txa8 Bxa8 21 De6+ De7! 22 Dc8+ Dd8 23 Da6 0-0! 24 Td1 Cg4! 25 Dxd6 Dh4! 26 Dc5 Dxh2+ 27 Rf1 Txf2+ 28 Dxf2 Cxf2 29 Rxf2 Dh4+ 30 Rf3 Dh5+ 31 Re3 Dg5+ 32 Rf2 Dh4+ 33 Rf3 h5! 34 Tf1 Dg4+ 35 Re3 Dxg2 36 Bd3 Dg3+ 37 Re2 Dg4+ 38 Re3 Dg3+, 1/2-1/2. Se quisesse, Anand ganharia com 39 Re2 Dg2+ 40 Tf2 Dg4+ 41 Re1 Bxe4 42 Bc4+ Rh7-+.


Se eu pensar ...
   
    O playoff decisivo desse Duelo de Campeões constava de duas partidas de 5m e a vitória sorriu para "O Expresso de Madras" (Vishy Anand), epíteto que busca fazer jus à sua extrema velocidade de raciocínio e que o coloca entre os mais fortes jogadores do mundo de partidas rápidas. Sua força cresce na proporção inversa do tempo da partida: quanto menos tempo, mais forte Anand se revela.

     Há alguns anos, quando começou a se notabilizar na arena internacional, durante uma entrevista à Imprensa, esse jovem super GM-A indiano confessou que mesmo em partidas oficiais, com horas de duração, ele detecta o melhor lance de uma posição em cinco segundos, no máximo. E o que é mais alarmante, se ele se detiver examinando a validade de sua opção e porventura mudar de opinião, então é quase certo de que ele cometerá um engano.

     - Se eu pensar, me equivoco...

 

V. ANAND (2794) x (2797) V. KRAMNIK (1/2 m/5', Mainz CC Champions Duel Playoff, 01.07.01 -- Siciliana, B 33). 

     Como essa partida foi jogada já em julho, o correto seria anotar o novo rating de Kramnik em 2802 pontos-ELO. O de Anand permaneceu inalterado. Seu xadrez, porém, evoluiu muito mais do que os cinco pontinhos de Kramnik.

1 e4 c5!?
É interessante observar a evolução teórica desse match. No primeiro encontro Anand-Kramnik, anotou-se uma Defesa Berlinense (C 67), favorita do campeão russo, com um empate acordado em 14 lances. Na segunda partida
Anand-Kramnik    (3ª do match), registrou-se mais uma Berlinense (C 67), com injusta e fortuita vitória de Kramnik (ver artigo anterior "Siri da pata maior").
Em vista disso, em todas as outras quatro partidas conduzindo as peças pretas, Kramnik optou pela prudência de não adotar mais a Berlinense em nenhuma delas: 3ª/ C 78 (Espanhola), 4ª/ B 33 (Siciliana), 5ª/ C 42 (Petrov) e esta de agora, 6ª/ B 33.
 Dizem que gato escaldado tem medo de água fria. "Raivoso", o gato da minha infância, por exemplo, quando levava uma surra de outro gato ciumento, ia lá para o fundo do quintal lamber suas feridas, até se sentir em condições de enfrentar seu algoz outra vez ou, então, mudar suas aflições sentimentais.
Com Kramnik deve estar se passando a mesma coisa.

2 Cf3 Cc6 3 d4 cxd4 4 Cxd4 Db6
Um lance desconcertante, indicado principalmente para partidas rápidas. Judit utiliza-o, e com sucesso, até mesmo em competições de vulto.

5 Cb3 Cf6 6 Cc3 e6 7 De2! -- diag. 1
Outra maneira de previnir o pontaço ...Bb4 é 7 a3 d6 8 Be3 Dc7 9 f4 a6 10 Bd3 b5 11 Df3 Tb8 12 0-0 b4 13 Ce2 e5 13 a4!+/-. Marjanovic-Kurajica, Iugoslávia 1979. À continuação, vocês verão que "ganhar um tempo" com Be3 é ilusório, posto que a única expansão das pretas será na base de ...a6, Dc7 e b5. Assim, nos dias de hoje, os teóricos recomendam colocar o bispo branco de casas pretas em qualquer lugar mais efetivo que não e3 (Be3), pois isso só forçaria a favorável retirada da dama adversária de b6, facilitando o progresso das pretas na ala da dama.
No quarto jogo Anand-Kramnik desse match (e primeiro nessa linha), seguiu 7 a3 Be7 8 f4 d6 9 Df3 a6 10 Bd3 0-0 11 g4 Cd7 12 Be3 Dc7 13 g5 b5 14 h4 b4 15 Ce2 bxa3 16 bxa3 Tb8 17 0-0 Cce5!? 18 fxe5 Cxe5 19 Dg3 Cxd3 20 cxd3 Txb3, com paridade, ½ - ½ in 46.

7... Bb4 8 Bd2 0-0 9 a3 Be7 10 0-0-0 -- diag. 2
Há quem prefira 10 e5 Cd5 e aqui, depois de 11 Cxd5 exd5 12 0-0-0 d6! 13 exd6 Bxd6 14 Bc3 Be6 15 g3 Tac8! 16 Bg2 d4 17 Cxd4 Cxd4 18 Bxd4 Db3!, as pretas venceram no sopapo, 0-1 in 27. Ivanov-Gufeld, Los Angeles 2000; ou então, 11 0-0-0! d6 12 exd6 Bxd6 13 g3 Be5 14 Cxd5 exd5 15 f4! Bf6 16 g4! g6 17 Df3 a5 18 Be3 e mais adiante, as brancas trocaram seu ataque por uma pequena mas duradoura vantagem e venceram, 1-0 in 63. Adams-Yermolinsky, WCC Nova Delhi 2000.

10... d6 11 g4! a6 12 g5! Cd7 13 f4! Dc7
Kramnik desistiu de esperar pelo "empurrãozinho" (Be3) e retirou do caminho de seus peões essa dama estorvante.

14 f4 b5 15 Rb1!? N
Já acontecera 15 h5 b4 16 axb4 Cxb4 17 f5 Bb7 18 g6 exf5 19 gxh7+ Rxh7 20 h6 g5 21 Bh3 Bxe4 22 Cd4 Da5 e as pretas, com milagre e fé, escaparam dessa posição e ainda ganharam a partida, 0-1 in 59. Dournes-Goins, M-016 IECG (?), 1996.
Em todos esses exemplos apresentados, percebe-se com nitidez qual seja o plano de ambos os bandos: ataque rápido das brancas na ala do rei, rápido ataque das pretas na ala da dama. De suas conduções é que dependerá o resultado da partida.

15... b4 16 axb4 Cxb4 17 f5!
Anand cede o palacete real de e5, mas durante um ataque o importante é chegar a qualquer custo no reduto do rei adversário.

17... Tb8 18 Bf4!
Seria um absurdo trocar seu ataque por uma qualidade: 18 f6 gxf6 19 gxf6 Bxf6 20 Bh6 e as pretas não poderiam jogar 20...Te8 por causa de 21 Tg1+ Rh8 22 Dg2, ganhando. Mas aí, então, depois de 20...Rh8! 21 Bxf8 Cxf8, o bispo preto em f6 compensaria com sobras esse pequeno prejuízo material.

18... exf5 19 exf5 Ce5 20 Bh3 Te8 -- diag. 3
Observem que Anand, na sofreguidão de seu ataque, forçou que as três últimas respostas das pretas fossem na ala do rei, onde as brancas estão atacando. E enquanto Kramnik estiver ocupado e preocupado com seu ataque, ele não precisará se defender...

21 g6!
O meu Chess Tiger-14.0 insiste em 21 f6, lance que identifica um ataque light, sem maiores ônus operacionais. Anand, porém, imbuído da essência de seu ataque, sabe que deve, que precisa abrir o maior número de diagonais e colunas sobre o rei adversário, não importando a que preço.

21... hxg6
Doutro modo, se 21...Bb7 22 Bxe5 dxe5 23 gxf7+ Rxf7 24 f6! Bxh1 25 Dh5+ Rf8 26 fxe7+ Txe7 27 Txh1 Rg8 28 Bf5 g6 29 Dg5 Tb6 30 h4 e as pretas não suportariam tal assédio.

22 Bxe5! dxe5 23 fxg6 fxg6 -- diag 4
Por enquanto, e dentro de seu acertado plano, Anand abriu a perigosa diagonal c4-g8 e a mortal coluna f1-f8. Está faltando apenas abrir a coluna-h e estender a mão sobre o tabuleiro para ser cumprimentado pelo seu adversário.

24 h5! Bf5?!
O Tiger tenta arrefecer o ataque com o lógico 24...g5 25 h6 Tb6, mas uma máquina é uma máquina, trabalha à velocidade da luz e os seus nervos são fios elétricos. Esta presente partida era blitz de 5 minutos (com 5 segundos de bônus por cada lance executado). E numa partida rápida assim, jogar contra nossos pares humanos pode até ser divertido, mas contra Anand, brilhante êmulo de qualquer tipo de computador, é um verdadeiro suicídio.

25 hxg6! Bxh3
É claro que depois de 25...Bxc2+? 26 Dxc2 Cxc2 27 Be6+ Rf8 28 Th8#; outra chance seria 25...Bxg6 26 Be6+ Bf7 27 Dh5!! Bxe6 28 Tdf1, com imediato triunfo em todas as variantes (+- 12.44).

26 Txh3
Depois de 26 Dh5!! o Tiger assinala um avassalador índice de +- 18.18! Mas convém lembrar que esta era uma partida relâmpago, quando não se pode exigir perfeição de ninguém, mas apenas o necessário para a vitória, como é o presente caso do lance do texto: não é o melhor, mas o suficiente.

26... Bg5 27 Ce4 Bf4
O desastre seria igual, depois de 27...Bh6 28 Txh6! gxh6 29 Cf6+ Rh8 30 Td7, com o mesmo resultado ganhador.

28 Cbc5!, 1-0. -- diag. 5


As pretas não podiam impedir o definitivo 29 Dc4.

Esta partida decidiu o resultado do match em favor de Anand.

 

 


Resposta: 594
A
(S. Nechayev, Trud, 1935 — 2º prêmio) 1 g7 Bd8 2 g4+ Rh6 3 c6! Bxc6 4 Be7! Bxe7 5 g8=C+!! Rg6 6 Cxe7+ Rf6 7 Cxc6+-.
B
(V. Kalandadze, Conc. ‘‘Grutzia-50’’, 1971 -2º prêmio) 1 Rd4! (zug) 1...Rc8 2 Db6 d5 3 Bg4++; 1...Re8 2 Df6 d5 3 Ba4++.

   

 

HOME :: PERFIL :: ATUALIDADES :: COLUNAS :: TEORIA :: COMPUTAÇÃO :: XADREZ JUVENIL :: XADREZ FEMININO :: LINKS :: CONTATO