: : : : : : : : : : : : : : : : : : : : : : : : :   CRÔNICAS    : : : : : : : : : : : : : : : : : : : : : : : : :
 

  Montecatini Terme
 

 

 

   O festival de Montecatini Terme, na Itália, que se realiza entre 28 de julho e 6 de agosto, reuniu em seu torneio principal oito dos mais destacados ases do topboard internacional, com 2.681 pontos-ELO, categoria 17.
     A tabela final registrava:
1. Vassily Ivanchuk (2.719) 5.0; 2. Evgeny Bareev (2.702) 4.5; 3. Zurab Azmaiparashvili (2.673) 4.0; 4/6. Alexey Shirov (2.746), Sergei Rublevsky (2.670) e Jeroen Piket (2.649) 3.5; 7/8. Artashes Minasian (2.595) e Smbat Lputian (2.598) 2.0.

    A. SHIROV (2.746) x (2.702) E. BAREEV (6ªrod. Montecatini Terme, 02.08.00 — Caro-Kann, B 12)

     1 e4 c6 2 d4 d5 3 e5!?
     
Essa aguda variante Cerrada é uma das mais empregadas pelos super GM-As para combater o sólido e secular esquema defensivo ideado pelo inglês Horatio Caro e pelo alemão Marcus Kann; os diagramas que dela se originam seriam absolutamente idênticos ao da variante Nimzowitich, na defesa Francesa (3 e5), não fora o detalhe do bispo de c8 (Bc8-f5) do lado de fora da ciranda de peões em e6/d5/c6. Segundo a teoria, ‘‘a luta deve-se intensificar pelos esforços das pretas em detonar a cunha de e5, com um possível ...f6, além de minar sua base de d4, com um viável ...c5’’ — tal como ocorre na outra citada defesa.

     3... Bf5 4 Cc3
     Ou então, 4 c3!? e6 5 Be3 Db6 6 Db3 h5 7 Cd2 Ch6 8 Be2 h4 9 h3 Be7 10 Cgf3 Cd7 11 0-0 Bg6 12 Bg5! Cf5 13 Bxe7 Cxe7 14 Da3! e a ínfima vantagem das brancas (espaço) se transformou em sucesso, 1-0 in 47. Shirov- Bareev, Sarajevo 2000.

    4... e6 5 g4! Bg6 6 Cge2 Ce7
     Podia ser direto 6...c5 7 h4 h5 8 Cf4 Cc6 9 Cxg6 fxg6 10 Ce2 Db6 11 Cf4 cxd4 12 Cxg6 Bb4+ 13 Re2 hxg4! 14 a3 Th5 15 axb4 Cge7 16 Cxe7 Txe5+ 17 Rd2 Rxe7 18 b5 Cb4 19 Bd3 Tf8 20 Dxg4 Cxd3 21 cxd3 Txf2+ 22 Rd1 Dxb5 23 Ta3 Dc6 24 Bd2 Tee2 25 Dxe2 Txe2 26 Rxe2 e5 27 Tg1 e4 28 dxe4 dxe4 29 Txg7+ Rf8 30 Tag3, 1/2-1/2. Morozevich-Bareev, Sarajevo 2000. De uns tempos para cá,
Evgeny Bareev passou a jogar desesperadamente no ataque, formando com Shirov e Morozevich o mais famoso trio kamikaze do xadrez magistral.

     7 Cf4
     Até então, Alexey preferira o imediato 7 h4, como revelara ano passado em três oportunidades — Karpov (1-0), Yermolinsky (1-0) e Nisipeanu (0-1) — e este ano, contra Khenkin (1/2). O lance 7 Cf4 parece mais ambicioso.

    7... c5 8 dxc5
     No caso de 8 h4 cxd4 9 Cb5 Cec6! 10 h5 Be4 11 f3 a6 12 Cd6+ Bxd6 13 exd6 g5! 14 Ch3 h6! 15 fxe4 dxe4 16 Bg2 f5! 17 0-0 0-0 e, donas absolutas do centro, as pretas venceram, 0-1 in 43. Topalov- Anand, Linares 1999.

    8... Cec6 9 h4 Dc7!?
    
Karpov optou por 9...Cxe5 10 Bg2 h5 11 De2 Cbc6 12 Cxg6 Cxg6 13 Cxd5 Bxc5 14 Bg5 Cge7 15 Db5 f6! 16 Dxc5 Cxd5 17 0-0-0! De7 18 Db5! 0-0-0! 19 Bd2 hxg4 20 Dc4 Cb6 21 Dxg4 Td4 22 Dg3 Thd8 23 Bc3 Txd1+ 24 Txd1 Txd1+ 25 Rxd1 Ca4 26 Bxc6!, 1/2-1/2. Shirov-Karpov, Mônaco 2000. Essa estranha partida entre jogadores de estilos tão díspares repete a história de um boêmio querendo levar seu amigo padre ao Som de Cristal, ‘‘para conhecer o pecado bem de perto’’.

    10 Bg2 Dxe5+ 11 Cce2 Ca6!
    Acintosamente, Evgeny sacrifica seu bispo de g6, adotando como vimos, o padrão que orienta essa agudíssima e conturbada linha de jogo. E esse desenvolvimento a sorrelfa (Ca6) é para não obstruir a ação de sua torre na coluna-d.

     12 h5 Be4 13 f3 0-0-0! 14 Bd2
      Não servia 14 fxe4 dxe4 15 Bd2 e3, com superioridade; o bispo de e4 está na geladeira e não há pressa em tomá-lo.

     14... Bxc5 15 Dc1
    Outra vez, se 15 fxe4 dxe4 16 Dc1 g5! 17 hxg6-ep hxg6 18 Txh8 Dxh8! 19 Bxe4 Dh4+ 20 Rd1 Dxg4 21 Bxc6 bxc6 22 Cd3 Dh3! e as pretas estariam ligeiramente melhores, -0.22, de acordo com o Fritz-6.0.

     15... g5! 16 Ch3 Cd4!?
    Não resta a menor dúvida de que toda essa continuação seja fruto de preparação caseira, senão Evgeny optaria pela indicação maquinal 16...Bxc2!? 17 Dxc2 Cd4 18 Dd1 Cxe2 19 Dxe2 Dxb2 20 Tc1 h6, com um índice, =0.00, de absoluta igualdade.

     17 fxe4 - diag. 2 - Cxe2!
    
O Fritz indica a solidez de 17...h6 18 Bc3 dxe4, com uma razoável compensação pela peça sacrificada. No entanto, Evgeny prefere a todo transe expor o rei do adversário, não importando o preço.

     18 Rxe2 dxe4 19 Bxg5 Dg3 20 Rf1 Dxg4!
    
Shirov prova de seu próprio veneno ao defrontar alguém que também transporta essa maravilhosa irresponsabilidade antidogmática, buscando no xadrez a sedução estética, o encantamento de um enredo mítico, a exaltação de seu sentido lúdico.

    21 Bxd8 Txd8 22 De1
     Se 22 Df4?? Td1+, ganhando; como se conhecesse a partida, o Fritz registra como linha principal tudo o que ambos jogaram, com o agravante de acusar uma irrelevante vantagem para as pretas de -0.25.

     22... Df5+ 23 Cf2 e3 24 Th3 exf2 25 De2 Cc7 26 Tf3 —
  
 O ponto crucial dessa partida! Evgeny preteriu 26...Dxh5 para evitar 27 Txf2! No entanto, o Fritz registra (-0.53) 27...Dg6! e, convenhamos, o bispo preto na diagonal a7-g1 vale mais do que esse tamborete de praia em f2, principalmente se se conservarem as damas. Outras registros, depois de 27 Txf2: -0.34 para 27... Dh4 e -0.28 para 27...Dxe2+.

     26... Dg5?! 27 Txf7 Cd5?! 28 Dxe6+ Rb8 29 Bxd5! Txd5 30 De8+! Td8 31 De4!
    Evgeny apostara tudo na força do peão de f2, mas em vista de se obrigar a uma vigilância permanente na ameaça de mate em b7, esse seu trunfo perde a validade. Com o que segue, as pretas nessas alturas já estão buscando pelo menos o empate.

     31... Dg1+ 32 Re2 f1=D+ 33 Taxf1 Dh2+ 34 T1f2 Dxh5+ 35 T2f3 Dh2+ 36 Tf2 Dh5+ 37 Df3! De5+ 38 Rf1 Dxb2
    É difícil de acreditar que as pretas não consigam se manter nessa posição.

     39 Te2! Db1+ 40 Rg2 a6 41 Rh3! Ra7 42 Te5 Bd6 43 Tg5 Tb8 44 Td5 Bf8 —
    
A entrada das torres na sétima fileira não seria tão nefasta, se o bispo conseguisse se manter na diagonal a7-g1; agora, não servia 44...Td8 45 a4!, ameaçando 46 Tb5! O que segue é inapelável.

     45 a4 Dxc2?? 46 Td8!! Dc1 47 Tdxf8 Dh6+ 48 Rg3! Dg5+ 49 Dg4 De3+ 50 Rg2 Dd2+ 51 Tf2 Dd5+ 52 Rg1, 1-0.

 
 

HOME :: PERFIL :: ATUALIDADES :: COLUNAS :: TEORIA :: COMPUTAÇÃO :: XADREZ JUVENIL :: XADREZ FEMININO :: LINKS :: CONTATO