: : : : : : : : : : : : : : : : : : : : : : : : :   CRÔNICAS    : : : : : : : : : : : : : : : : : : : : : : : : :
de
Hélder Câmara


   05/03/2005                 

Os melhores do mundo no Supertorneio de Linares
Mesmo com normas coibitivas, os empates predominam


 


 

  

       O XXIIº Supertorneio de Linares, na Espanha, que se realiza desde 22 de fevereiro até 10 de março, com um rate-médio de 2743 pontos-ELO, categoria 20, apresenta este ano a novidade de eliminar o cachê de participação, na inocente esperança de coibir os “empates de salão”, que soem desvirtuar o objetivo do evento. A compensação está no aumento dos prêmios, atribuindo-se para o 1º colocado 100 mil euros e em ordem decrescente: 75, 50, 25, 20, 15 e 12.500.

     Por ordem de rating, G. Kasparov (Rússia 2804), V. Anand (Índia 2786), V. Topalov (Bulgária 2757), P. Leko (Hungria 2749), M. Adams (2741), F. Vallejo (Espanha 2686) e o atual campeão mundial da Fide, R. Kasimdzhanov (Uzbequistão 2678). Duplo turno.


                                 
                              

    
V. Topalov (2757) x (2749) P. Leko (4ª rod. Linares, 26.02.2005 – Siciliana, B 33)

     1 e4 c5 2 Cf3 Cc6 3 d4 cxd4 4 Cxd4 Cf6 5 Cc3 e5

     Variante Lasker, favorita de Leko e que Topalov, temerariamente, não procurou evitar.

     6 Cdb5 d6 7 Bg5 a6 8 Ca3 b5 9 Cd5 Be7 10 Bxf6 Bxf6 11 c3 0-0 12 Cc2 Bg5

     Ao contrário de quase todas as variantes sicilianas, aqui as pretas atuam na ala do rei e as brancas, na ala da dama.

     13 a4! bxa4 14 Txa4 a5 15 Bc4 Tb8 16 b3 Rh8

     Desde o lance 12...Bg5 que o sentido é irromper nessa ala com ...f5.

     17 Cce3 g6 18 h4! Bxh4

     Senão, 19 h5 e a dor seria maior.

     19 g3 Bg5 20 f4!? N   (D1)




 

     Conhecia-se 20 Ta2 Bxe3 21 Cxe3 f5!? 22 Td2 f4 23 gxf4 exf4 24 Txd6 Dc7, ½-½. Amonatov x Van Wely, Aeroflot 2005.

     20…exf4 21 gxf4 Bh4+ 22 Rd2 Ce7 23 Rc1 Cxd5 24 Cxd5 Be6

     As pretas procuram trocar o que puder, para arrefecer o ataque adversário.

     25 Dd4+ Rg8 26 Ta2! Bxd5 27 Dxd5 Df6 28 Dd2 Bg3 29 Tf1 h5?!

     Peter pretende garantir a permanência de seu bispo em g3, mas era bem melhor detonar o centro com 29...d5!, posto que não há uma coluna aberta no tabuleiro: 30 exd5 – se 30 Bxd5? g5! – 30...Tfe8, para seguir 31...Te4, com  um jogo ativo e promissor.

     30 Txa5 Ta8 31 e5 Df5  32 Txa8 Txa8 33 Rb2 h4!? 

     Dentro do espírito dessa linha, as brancas estão ganhas na ala da dama e perdidas na ala do rei.

     34 Dxd6 Te8?

     No zeitnot, Peter omite o forçado 34...Bxf4 35 De7 h3 36 e6 Rg7 37 exf7 Tf8 38 De6 Dxe6 39 Bxe6 h2, com empate à vista.

      35 Bb5

      O Fritz-8.0 registra +-1.31 para as brancas, depois de 35 Dd4! Tb8 36 b4 Tb7 37 Bd5 Tb8 38 De4! Dxe4 39 Bxe4, habilitando a vitoriosa mobilidade de seus peões.

      35...Tf8 36 Bd3 De6 37 Dd4 De7 38 Bc4 Rh7 39 b4

      O Fritz prefere 39 Td1, 39 Bd5, 39 De3, todos eles com mais de 1.00 de vantagem.

      39...h3 40 Dd3?!

      Bem melhor seria 40 De3! Dh4 41 Bd5! h2 42 b5 Dh3 43 Df3 Rg7 44 b6 Tb8 45 b7 +-1.94 F8.

      40...Dh4 41 f5! Bf4 42 e6!! fxe6 43 Dd7+ Rh3  (D2)

      Se 43...Rh8? 44 Txf4! Dxf4 45 fxg6+- 6.72 F8.


 

         

      44 fxe6?!

      Forçava o abandono 44 fxg6! Tf6 45 Bd3 Txg6 46 Df7!+-.

      44...Bc1+!?   (D3)


 


 

      Como recomendava o saudoso Adhemazão (Adhemar Mendonça), “Mesmo perdido, antes de abandonar uma partida, ofereça empate: seu adversário pode estar pensando na namorada e, confuso, ele talvez aceite. aconteceu...”.

      45 Txc1??

      E está, aceitou! As brancas venceriam depois de 45 Rxc1! Txf1+ 46 Bxf1 h2 47 Bg2!+-; ou então, 45...h2 46 Dd2+! Rg7 47 Txf8!! h1=D+ 48 Tf1 Da8 49 Tf7+ Rg8 50 Bd5! Da1+ 51 Rc2 Da3 52 Td7, ganhando.

      45...Dxc4 46 e7 Ta8!

      Essa lance ameaçando mate possivelmente escapou aos cálculos de Veselin, que agora se forçado a entrar numa variante forçada de empate.

      47 Dxh3+ Rg7 48 e8=C+ Rg8! 49 Cf6+ Rf7 50 Dd7+ Rxf6 51 Dd4+?!

      Ainda uma última oportunidade: 51 Tf1+! Dxf1 52 Dc6+ Rf5 53 Dxa8 De2+ 54 Ra3 Dc4 55 Df3+ Re5 56 Ra4, com alguma chance de vitória.

      51...Dxd4 52 cxd4 g5! 53 Tc6?!

      Xeque em finais de torre quando for absolutamente necessário; esse , por exemplo, força o adversário a jogar o melhor...

      53...Rf5 54 b4 g4 55 Rb3 g3 56 Tc1 Re4 56 Tg1, ½-½.


                                                          Estudos e problemas
 

770   A   (J. van den Ende, Tijdschrift v.d. KNSB, 1935) 1 c7 Ba3+ 2 Rg8 b2 3
               Bg6! Rxg6 4 c8=D b1=D 5 Dg4+ Rh6 6 Dh4+! Rg6 7 Dh7++-.

         B   (M. Toronto, The Globe 1880) 1 Dh8+ Bb8 2 Ta6!! bxa6 3 Dh1#.
             

 

HOME :: PERFIL :: ATUALIDADES :: COLUNAS :: TEORIA :: COMPUTAÇÃO :: ARQUIVO :: XADREZ FEMININO :: LINKS :: CONTATO