: : : : : : : : : : : : : : : : : : : : : : : : :   CRÔNICAS    : : : : : : : : : : : : : : : : : : : : : : : : :
 

  FIDE WCC 2000 - 1
 

 

 

Com o mesmo sucesso do ano passado (Las Vegas, 1999), a Fide — Fédération Internationale Des Échecs — está promovendo, desde o dia 25 de novembro até 27 de dezembro, em Nova Délhi, na Índia (eliminatórias) e em Teerã, no Irã (final), o seu revolucionário Campeonato Mundial de Xadrez (WCC), masculino e feminino. 

     À exceção de Kasparov e Kramnik (Karpov já não se encontra entre os 10 primeiros do ranking internacional) todos os melhores jogadores do mundo estão lá, disputando um total de US$ 3 milhões em prêmios para os vencedores e, eventualmente, a coroa de campeão mundial da Fide. 

     São seis etapas de voraz classificação e segundo declarações do principal favorito dessa prova, GM-A indiano Viswanathan Anand, ‘‘escapar da morte súbita, ou seja, desse sistema de eliminação, é como escapar de um rio infestado de crocodilos’’. Sábias palavras: logo na primeira rodada, uma das maiores esperanças de renovação do xadrez mundial, Ruslan Ponomariov (17) foi eliminado pelo modesto GM vietnamita Dao Thien Hai.
 
     E na mesa ao lado, com uma máscara veneziana por ter sido treinador de Kramnik no recente match de Londres, o GM francês Joel Lautier, após sofrer uma série de vigorosas bordunadas estratégicas e táticas, era bilhantemente despachado para os Campos Elísios pelo nosso GM timbira Rafael Leitão. Dos nossos representantes, apenas os GMs Gilberto Milos Jr. e Rafael Leitão passaram para a segunda fase eliminatória. 

     J. LAUTIER (2.648) x (2.567) R. LEITÃO (1ªrod. Fide WCC-Ko, Nova Delhi, 27.11.00 — Nimzoindia, E 45) 
    
1 d4 Cf6 2 c4 e6 3 Cc3 Bb4 4 e3 b6 5 Ce2 Ba6 6 Cg3 c5 7 d5 exd5 8 cxd5 Bxf1 9 Rxf1 0-0 10 e4 d6 11 Bf4 Te8 12 f3 Bxc3 13 bxc3 Cfd7!! 14 Bxd6 Df6 15 Bxb8 Taxb8 16 Dc2 Ce5 17 Rf2 c4 18 Thb1 b5 19 Rg1 Cd3 20 Rh1 b4 21 cxb4 Txb4 22 a3 Tb3! 23 Tf1 Tb2 24 Dxc4 Cf2+ 25 Txf2 Txf2 26 Tb1 g6 27 a4 h5 28 Ce2 Dg5 29 Tg1 De3 30 Cd4 Tb8 31 Dc7 Tb6! 32 Dd8+ Rh7 33 Ce6 Txg2! 34 Cg5+ Txg5 35 Dxg5 Dxf3+ 36 Dg2 De3 37 Tf1 Rg7 38 Td1 Tf6! 39 d6 Tf2 40 Dg3 De2 41 Tc1 Dxe4+ 42 Rg1 Tf3 43 De1 Dd4+ 44 Rg2 Td3!, 0-1.

 G. MILOS (2.633) x (2.556) A.KUNTE (1ª rod. Fide WCC-Ko. Nova Delhi, 29.11.00 — Nimzoindia, E 52) 
    
1 d4 Cf6 2 c4 e6 3 Cf3 b6 4 Cc3 Bb4 5 e3 0-0 6 Bd3 d5 7 0-0 Bb7 8 cxd5 exd5 9 Bd2 a6 10 Ce5 Bd6 11 f4 c5 12 Df3 Cc6 13 Dh3 g6 14 Tad1 cxd4 15 Cxc6 Bxc6 16 exd4 Ce4 17 Bxe4 dxe4 18 f5! Ta7 19 d5! Bc5+ 20 Rh1 Bb5 21 Tf4! f6 22 fxg6 hxg6 23 Th4 f5 24 Th8+ Rf7 25 Th7+ Rf6 26 Bg5+!, 1-0. 

     A. GRISCHUK (2.606) x (2.525) D. LIMA (1ª rod. Fide WCC-Ko. Nova Delhi, 29.11.00 — Siciliana, B 28)
 
1 e4 c5 2 Cf3 a6 3 c3 d5 4 exd5 Dxd5 5 d4 Cf6 6 Be2 e6 7 0-0 Cc6 8 Be3 cxd4 9 Cxd4 Bd7 10 Bf3 Dd6 11 Cd2 Dc7 12 Cc4 Tc8 13 Cxc6 Bxc6 14 Cb6 Td8 15 Bxc6+ Dxc6 16 Da4 Dxa4 17 Cxa4 Cd5 18 Bd4 f6 19 c4 Cf4 20 Bb6 Tc8 21 b3 Bd6 22 Tad1 Re7 23 Tfe1 Tc6 24 g3 Cg6 25 Rg2 Ce5 26 c5 Bc7 27 Bxc7 Txc7 28 Td6! Txc5 29 Txe6+ Rxe6 30 Cxc5+ Rd5 31 Cxb7 Tc8 32 Td1+ Rc6 33 Cc5! Rb5 34 Ce6 Tc3 35 Td8 Rb4 36 Td4+ Rb5 37 Cxg7 Tc2 38 Ce8 Rc5 39 Td8 Txa2 40 Cxf6 Rb4 41 Tb8+ Rc3 42 Ce4+ Rd3 43 Cc5+ Rd4 44 b4 Cg4 45 Tf8 Ce3+ 46 Rf3 Cd5 47 Tb8 Rc4 48 Tc8! Rb5 49 Cd3, 1-0.

     Na primeira rodada desse movimentado Fide World Chess Championship KO que se realiza em Nova Delhi, na India, a estupefação geral ficou dividida entre as eliminações de dois expoentes do topboard internacional, GM francês Joel Lautier e GM ucraniano Ruslan Ponomariov. E, não obstante o maior renome de Lautier (devemos nos lembrar que ultimamente ele anda um tanto desaparecido das mais fortes competições magistrais), o maior pasmo ficou por conta da eliminação do jovem Ponomariov (11.10.1983), que ainda recentemente, na 34ª Olimpíada de Istambul, se constituiu numa de suas maiores atrações e que, mercê de uma primorosa campanha, obteve com todos os méritos a medalha de ouro de melhor 2º tabuleiro dessa olimpíada -- façanha imprescindível para que a Ucrânia obtivesse a 3ª colocação entre 126 países participantes daquela festa enxadrística.

DAO THIEN HAI (2.555) x (2.630) RUSLAN PONOMARIOV  (1ª rod. Fide WCC-Ko. Nova Delhi, 28.11.00 -- India do Rei, E 90)

1 d4 Cf6 2 c4 g6 3 Cc3 Bg7 4 e4 d6 5 Cf3 0-0 6 h3!?
Uma antiga recomendação de R. Reti, posteriormente explorada e enriquecida pelos GMs soviéticos V. Makogonovsky e A. Sokolvsky, que lhes atribuiam o mérito de garantir o lance Be3, ao mesmo tempo em que projeta g4, dificultando o temático rompimento da pretas ...f5. Assim, a melhor cognominação para esse lance seria de "Ataque Saemisch disfarçado
".

6... e5 7 d5 Ca6
Há pouco tempo, Ponomariov experimentara 7...Ch5 8 Ch2 Ca6 9 g3 Cc5 10 b4 Ca6 11 Tb1 f5 12 exf5 Bxf5 13 Tb3 Df6 14 Be3 Cf4 15 Cb5! Cxh3 16 Dd2 Tae8 17 Be2 h5 18 c5+/= e as brancas venceram, 1-0 in 47. Ivanchuk-Ponomariov, Fide World Cup, Shenyang/CHINA 2000. Observe-se que Dao devia conhecer sobejamente as preferências de Ruslan na condução dessa variante específica.

8 g4 Cc5 9 Dc2 a5 10 Be3 c6 11 g5
Ou então, 11 Be2 cxd5 12 cxd5 Ce8 13 Cd2 Bd7 14 0-0-0 Tc8 15 Rb1 a4 16 Tc1 f5 17 f3 com chances recíprocas, ½ - ½ in 60. Nadera-Peng Xiaomin, 34ª Olimp. Istambul/TURQUIA 2000
.

11... Ch5 12 0-0-0 cxd5 13 Cxd5
A idéia de Dao ao expulsar o cavalo de f6 era exatamente essa, de jogar Cxd5 criando uma fraqueza em d6 e, com isso, uma meta de abertura a ser explorada
.

13... b6 14 Cd2 Bb7 15 h4 Cf4!? 16 Rb1!
Dao recusa a "generosa" oferta de um peão, 16 Cxf4 exf4 17 Bxf4 f5! 18 gxf6-ep Dxf6 19 Be3 Ca4, com ampla compensação. O simples fato de liberar completamente o jogo das pretas ao preço de um peão já seria razão suficiente para recusar esse falso sacrifício
.

16... Tc8 17 Bxf4 exf4 18 Bh3! Ce6 19 Db3 Bc6 20 Cf3!? Tb8 21 Bxe6 fxe6 22 Cc3
Todas as escaramuças até agora visavam o domínio central. Sem um centro cerrado, como na presente partida, o esgrimir tático de ambos deve girar em torno desse objetivo, dessa superioridade posicional no centro. No diagrama, registramos uma posição aberta em que devia preponderar o par de bispos. No entanto, mesmo sem um centro cerrado, a população de 14 peões congestionando o tabuleiro anula essa característica de posição aberta. É como se você dispusesse de um enorme salão de baile cheio de cadeiras na pista, impedindo a plena performance dos dançarinos (no caso, os bispos pretos). Daí, por que ninguém entendeu a continuação de Ruslan, desperdiçando a oportunidade de jogar 22...Bxc3! 23 Dxc3 Bxe4+ 24 Ra1 b5! 25 cxb5 Dc8!, com jogo satisfatório.

22... a4?! 23 Dc2 b5 24 Cd4! Bxd4
Ruslan manteve o quanto pode o bispo de casas pretas, esteio de seu ataque na ala
da
dama. Agora, é obrigado a trocá-lo, sob pena de perder material.

25 Txd4 b4 26 Cb5 b3 27 Dd3 d5!?
É clara a idéia de Ruslan em abrir a posição a todo custo, para fazer a superioridade de seu bispo contra o cavalo adversário. Ocorre, porém, que o material em jogo é cada vez menor, esgotando assim a possibilidade de êxito de um ataque para qualquer um dos lados.

28 exd5 exd5 29 Td1 bxa2+ 30 Rxa2 Db6 31 Td2 Tf7
O Junior-6.0 está de acordo com esse seguimento de Ruslan e anota uma mínima superioridade (-0.09) para as pretas. Notem que aqui as pretas desdenham uma das muitas variantes de empate, que adviriam de 31...Bxb5 32 cxb5 Dxb5 33 Dxb5 Txb5 34 Txd5 Txd5 35 Txd5 Te8 36 Td4 f3 37 Tf4 Te2 38 Txf3 Te4! 39 Th3 Tf4!=, com igualdade.

32 Ca3! Te7 33 cxd5 Te1 34 b4!!
Forçado e bom, ante a ameaça de mate 34...Db3+ 35 Dxb3 axb3#.

34... axb3-ep+ 35 Rb2 Bd7 36 d6 Be6??
Dificilmente as pretas perderiam sem esse incrível erro ditado pelo zeitnot (apuro de tempo) de Ruslan, que superestimando sua posição continuava jogando para ganhar.

37 d7 Td8 38 Dc3 Bf7 39 Td6  Db7??
No penúltimo lance do primeiro controle de tempo, Ruslan compromete de vez a partida e, com ela, sua permanência nesse torneio de eliminação. Apreciando essa posição, o segundão Garry Kasparov sugere 39...Da7!, com grandes chances de sobrevivência. Por exemplo, 40 Df6 Da5!
"e eu não vejo como as brancas pudessem progredir"
, disse ele.

40 Df6 Db8 41 Tc6!+- Rf8 42 Tc8 Txc8 43 dxc8=D+ Dxc8 44 Td8+ Dxd8 45 Dxd8+ Te8 46 Dd6+ Rg8 47 Dxf4?!
Segundo o Junior, era bem melhor 47 Cb1! (+4.35) Te2+ 48 Cd2 f3 49 Ra3!, seguido de 50 Cxb3, ganhando facilmente
.

47... Te2+ 48 Rc3 Ta2 49 Cc4!? Tc2+ 50 Rxb3 Txc4 51 Dxc4 Rf8 52 Rc3! Bxc4 53 Rxc4 Re7 --
Além do peão de vantagem, as brancas dispõem de dois fundamentais "tempos", mercê de seu peão em f2. O Junior acusa em todas as variantes (54 Rd5/Rd4/Rd3) um vitorioso índice de mais de +2.00 pontos.

54 Rd5 Rd7 55 Re5 Re7 56 f3! Rf7 57 Rd6 Rf8 58 Re6 Re8 59 Rf6 Rf8 60 f4! Rg8 61 Re7 Rg7 62 h5!! h6
O zug define a partida, pois se 62...Rg8 63 hxg6 hxg6 64 Rf6 Rh7 65 Rf7+- e, é claro, se 62...gxh5 63 f5 h4 64 f6+ Rg6 65 f7, ganhando.

63 gxh6+ Rxh6 64 hxg6 Rxg6 65 Re6 Rg7 66 f5 Rf8 67 Rf6!, 1-0.
O desespero de ser desclassificado subtraiu de Ruslan a noção de ridículo, pois ele deve saber que com o rei na sexta fileira, a posição das brancas está ganha independendo de quem seja a vez de jogar.

 
 

HOME :: PERFIL :: ATUALIDADES :: COLUNAS :: TEORIA :: COMPUTAÇÃO :: XADREZ JUVENIL :: XADREZ FEMININO :: LINKS :: CONTATO