: : : : : : : : : : : : : : : : : : : : : : : : :   CRÔNICAS    : : : : : : : : : : : : : : : : : : : : : : : : :
 

   Bareev vence supertorneio Corus-2002
 

Uma atuação exemplar, meritória e genial assinala o melhor resultado de sua brilhante carreira
 

 
A - Br. jogam e ganham


B - Mate em 3 lances

 

A 64ª versão do Festival de Wijk aan Zee, na Holanda, realizado entre 12 e 27 de janeiro, anotou “a maior vitória da carreira” (segundo suas declarações) do super GM-A Evgeny Bareev (21.11.66 Rússia 2707), totalizando 9 pontos em 13 possíveis, com seis vitórias, seis empates e uma única e espetacular derrota, merecedora de um destaque unânime na imprensa internacional por seu rápido e traumático desfecho.

     A tabela final desse Corus-2002 (2688 pontos-ELO, cat. 18) registrava: 2. A. Grischuk 8.5; 3/4. M. Adams e A. Morozevich 8.0; 5. A. Khalifman 7.5; 6. P. Leko 7.0; 7/11. A. Dreev, B. Gelfand, J. Piket, J. Lautier e J. Timman 6.0; 12. M. Gurevich 5.5; 13. R. Kasimdzhanov 4.5; 14. L. Van Wely 3.0.

 
A. Khalifman (2688) x (2707) E. Bareev (11ª rod. Corus, Wij aan Zee/HOL, 25.01. 2002 - Francesa, C 10)

1 e4 e6 2 d4 d5 3 Cc3 dxe4!?
Não obstante a velada suspeição da teoria
— “O lance do texto relaxa a tensão central, mas cede às brancas o domínio do centro. As brancas têm melhor desenvolvimento, um peão de vantagem na ala da dama e freqüentemente sentem-se à vontade para lançar um forte ataque sobre o flanco do rei. A situação das pretas é passiva, sendo seu maior problema a liberação do bispo de c8. Assim, não surpreende que essa variante seja uma raridade na prática do xadrez magistral”— não se pode esquecer de que o sóbrio Akiba Rubinstein, que a idealizou, foi um dos mais fortes mestres de todos os tempos.

4 Cxe4 Cd7!?
Surpreso com a opção de seu adversário, Alexander pensou 15 minutos para eleger a linha a seguir,
“recordando-me vagamente apenas de que a teoria assegurava um jogo melhor para as brancas”, revelou.

 5 Bd3
Há um outro registro recente e trágico dessa “paixão francesa” de Evgeny: 5 Cf3 Cgf6 6 Bg5!? h6 7 Cxf6+ Cxf6 8 Bh4 c5 9 Bc4 cxd4 10 0-0 Be7 11 De2 0-0 12 Tad1 Db6 13 Cxd4 Dxb2? 14 Cf5! exf5 15 Dxe7 g5 16 Td8!! Txd8 17 Bxf7+ Rh8 18 Dxd8+ Rg7 19 De7 gxh4 20 Be6+ Rh8 21 Df8+ Rh7 22 Bxc8, 1-0. Geischuk-Bareev, Moscou 2001.

5...Cgf6 6 De2 c5
O “lógico” 6…Cxe4 7 Bxe4 Cf6 não funciona: 8 Bxb7! Tb8 9 Bxc8 Txc8 10 Cf3 Bd6 11 0-0 h6 12 Ce5 c6 13 Df3 Dc7 14 Bf4 Cd5? 15 Cxf7, 1-0. Lyly-De Weert, Estocolmo 1980.

7 Cxf6+ Cxf6 8 dxc5 Bxc5 9 Bd2
São muito mais comuns 9 Bg5 e 9 Cf3.

9...0-0 10 0-0-0 Dd5?!
Um verdadeiro insulto aos mais consagrados cânones da escola soviética, ou seja, com mais da metade de suas peças estagnadas, sem jogar, Evgeny sai à cata do “peão da vovozinha” em pleno processo de desenvolvimento. Se a idéia era sair da “linha do trem” (torre em d1), então saudemos a continuação 10...Dc7! 11 Cf3 b6 12 Ce5 Bb7 13 Rb1 Tfd8! 14 f4 Td4 15 c3 Td6 16 The1 Tad8 17 Bc2 g6 18 b4 Txd2! 19 Txd2 Bd6 20 c4 Bxb4 21 Txd8+ Dxd8 22 Td1 De7 23 g4 Bc3! 24 g5 Db4+ 25 Bb3 Ce4 26 Cd3 Da5 27 Dc2 Bd4 28 Rc1 Cc3 29 Tf1 Be4! 30 h4 Df5 31 Rd2 Dg4! 32 Te1 Dg2+ 33 Rc1 Dg3 34 Txe4 Cxe4 35 De2 Cc5!, 0-1. Nedev-Supatashvili, Leon/ESP 2001.

11 Rb1
Ou então, 11 Bc3! Dg5+ 12 Rb1 Cd5 13 Be5 Dxg2 14 Dh5 f5 15 Cf3 Dg4 16 Thg1! Dxh5 17 Txg7+ Rh8 18 Tg5+ Cf6 19 Txh5 Bxf2 20 Td2 Be3 21 Tg2 Bd7 22 Cg5 Bxg5 23 Tgxg5 Tf7 24 Th6 Taf8 25 b3! Bc6 26 Bc4 Bd7 27 a4 a6 28 a5! Bc8 29 Rb2 Bd7 30 Tgg6! Bc8 31 Bxf6+ Txf6 32 Txf6 Txf6 33 Txf6 Rg7 34 Txe6 Bxe6 35 Bxe6 f4 36 Bd5, 1-0. Sadler-Miles, playoff Camp. UK, 1997.

11…Dxg2 12 Cf3 Dxf2 13 De5!
Posição crítica dessa variante, sendo que nas duas oportunidades em que ela ocorreu as pretas foram derrotadas. Como primeira ilustração, vamos encontrar o mesmo e agora ressabiado Supatashvili, que já enveredara por esse “mau caminho”: 13...Dxf3 14 Dxc5 b6 15 Dg5 h6 16 Dh4 Dh5 17 Dg3 Rh8 18 Thg1 Tg8 19 Tdf1 Bb7 20 Bc3 e5 21 Bxe5 Tae8 22 Tf5! Txe5 (22...Dg6? 23 Txf6! Dxg3 24 Txh6#) 23 Txe5! Df3 24 Dxf3 Bxf3 25 Te7 com posição ganhadora, 1-0 in 38. Ivanesevic-Supatashvili, Panormo zt 1998.

Ano passado, o segundo exemplo, 13...Cd7 14 Bxh7+ Rxh7 15 Dh5+ Rg8 16 Thg1 Be3 17 Bc3 f6?! 18 Tdf1 De2 19 Te1 Df2 20 Tef1 De2 21 Te1 Df2 22 Dg4! Tf7 23 Tgf1! Cf8 24 Txf2 Bxf2 25 Tf1 Bb6 26 Dh5! g6 27 Dh4 e5 28 Cd2 g5 29 Dh6 Bd8 30 Cd4, 1-0. Anand-Van Wely, Amber Blindfold, Mônaco 2001. Um fato inacreditável ocorreria no dia seguinte desse mesmo torneio, 12ª rodada, no encontro Morozevich-Van Wely. Na posição depois de 13 De5, Van Wely voltou a insistir no 13...Cd7 14 Bxh7+ Rxh7 15 Dh5+ Rg8 16 Thg1 Be3!? Por certo, Van Wely esperava o “ganhador” 17 Bc3 feito por Anand, quando então ele melhoraria sua defesa com 13...e5! (no lugar de 17...f6).

A partida do dia anterior, Khalifman-Bareev, fora analisada à exaustão por todos, jornalistas, analistas e jogadores. Assim, como era possível que um “setecentos” (Van Wely tem 2697-ELO) jogasse a mesma variante que o levara à derrota com Anand? Morozevich (2742-ELO), desconfiado, pensou 40 minutos (!) e inovou com 17 Bxe3!! Dxe3 18 Tg3! Dc5?? 19 Dh6, 1-0.

Análises post-mortem revelaram a precariedade da posição. Por exemplo, 18...g6? 19 Txg6+! fxg6 20 Dxg6+ Rh8 21 Cg5 Cf6 22 Cf7+! Txf7 23 Td8++-; ou então, 18...Df4 19 Tdg1! Td8 20 Txg7+ Rf8 21 Cd2! Re7 (se 21…Ce5 22 Tf1! Dxf1+ 23 Cxf1 Rxg7 24 Dg5++-) 22 Tf1 Dxd2 23 Dh4+! Rd6 24 Dxd8 Rc6 25 Tgxf7!+-; e finalmente, 18...Cf6 19 Dh4! Ce4 20 Cg5! Dxg5 21 Txg5 Cxg5 22 Dxg5 f6 23 Dg2! e5 24 h4 Be6 25 Dxb7 Tab8 26 Da6+- com marcante superioridade.

13...Be7 14 Tdf1 Dc5 15 Dg3 Ch5 16 Dh3 g6 17 Thg1
Em todas essas três partidas, sentimos que as brancas trocaram dois peões por duas peças, em vista da inutilidade da Ta8 e do Bc8 das pretas; e mais, agora elas têm todas as suas peças assestadas sobre a cidadela real inimiga.

17...Cf4??
Evgeny precisava com urgência colocar um calço no seu assediado roque: 17...Bf6! 18 Cg5 Bg7 e não se vê com clareza como o ataque das brancas prosperaria. O Fritz-7.0 registra sempre alguma vantagem para as pretas: 19 Cxh7!? Rxh7 20 Tg5 f5 21 Tfg1 Db6 22 Bc3 e5! — não, 22...Bxc3? 23 Dxh5+! —- 23 Dxh5+ gxh5 24 Txg7+ Rh8 25 Bxe5 Dxg1+ 26 Txg1+ Rh7 e as pretas estão um pouco melhores, -0.53. O lance do texto é um desastre que deve ter escapado à preparação laboratorial de Evgeny.

18 Bxf4 e5 19 Dh6! exf4 20 Tg5!!, 1-0.
Depois de 20...f5 21 Txg6+ hxg6 22 Dxg6+ Rh8 23 Dh6+ Rg8 24 Bc4+! Dxc4 25 Tg1+ Bg5 26 Dg6+! Rh8 27 Cxg5+-; ou 21...Rf7 22 Dxh7+ Re8 23 Te1 Rd8 24 Te5! Dc7 25 Bb5! ganhando. Após essa derrota, Evgeny teve de vencer suas duas últimas partidas para sagrar-se meritoriamente o vencedor desse certame.

A seguir, duas partidas ilustrativas do estilo agressivo e empreendedor desse super GM-A russo (treinador de V. Kramnik).

E. Bareev (2707) x (2713) P. Leko (5ª rod. Corus, 17.01.2002 — Nimzoindia, E 14)
 1 d4 Cf6 2 c4 e6 3 Cf3 b6 4 e3 Bb7 5 Bd3 d5 6 b3 Cbd7 7 0-0 Bd6 8 Cc3 0-0 9 Bb2 c5 10 cxd5 exd5 11 Tc1 Te8 12 Bf5 De7 13 Dc2 Ce4 14 Tfd1 Tad8 15 dxc5 Cdxc5 16 b4 Ca6 17 a3 Cc7 18 Cd4 g6 19 Cxe4 dxe4 20 g3! Cd5 21 Bh3 Be5 22 b5 Dg5 23 Db3 Cf6 24 Da4 Dh5 25 Rg2 Bc8 26 Bxc8 Txc8 27 h3! Dg5 28 Txc8 Txc8 29 Cc6! Bxb2 30 Ce7+ Rg7 31 Cxc8 Df5 32 Cd6 Df3+ 33 Rg1 Be5 34 Dc2!! h5 35 h4 Dg4 36 Rg2 Df3+ 37 Rg1 Dg4 38 Db3!! Bxg3 39 Dxf7+ Rh6 40 Df8+! Rh7 41 De7+!!, 1-0.

J. Timman (2605) x (2707) E. Bareev (6ª rod. Corus, 19.01.2002 — Inglesa, A 29)
 1 c4 e5 2 Cc3 Cf6 3 Cf3 Cc6 4 g3 Bc5 5 Bg2 0-0 6 Cxe5 Bxf2+! 7 Rxf2 Cxe5 8 b3 Te8 9 Tf1 d5 10 d4 Ceg4+ 11 Rg1 dxc4 12 bxc4 Ce3! 13 Bxe3 Txe3 14 Dd2 Te8 15 Tad1 c6 16 Df4 Bg4 17 Tf2 Bh5 18 d5 cxd5 19 Cxd5 Cg4 20 Tff1 Ce5 21 Dc1 Bxe2!! 22 Cf6+ gxf6 23 Txd8 Taxd8 24 Bxb7 Rg7 25 Bd5 Bxf1 26 Dxf1 Tb8! 27 Df2 Cd3 28 Dxa7 Te1+! 29 Rg2 Tb2+! 30 Rh3 Ce5! 31 g4 Tee2! 32 Rg3 Txa2 33 Dc5 Tad2!, 0-1.


Soluções
624
A (S. Kaminer, Shahmaty, 1924 - MH)
1 c4+! Rxc4 2 Bb3+ Rd4 3 Bf7!! Dxf7 (3…De5 4 Db4+ Rd3 5 Bg6+ f5 6 Bxf5+ Dxf5 7 Db1++-) 4 De3+ Rc4 5 Db3++-.
B (E. Kubbel, Deutsches Wochenschach, 1908) 1 Rd7! (zug) 1…Ra5 2 Dd4! Rxb4/axb5 3 Db4/Da7#; 1…axb5 2 Dc3 b4 3 Dxb4#; 1…a5 2 Dc3!! Rxb5 3 Dc6#.

 

 

HOME :: PERFIL :: ATUALIDADES :: COLUNAS :: TEORIA :: COMPUTAÇÃO :: XADREZ JUVENIL :: XADREZ FEMININO :: LINKS :: CONTATO