: : : : : : : : : : : : : : : : : : : : :  MORÉLIA – LINARES  : : : : : : : : : : : : : : : : : : : :

 

 

 
         O Supertorneio realizado entre 17 de fevereiro e 10 de março nas cidades de Morélia, México (turno), e Linares, Espanha (returno), registrou a vitória do super GM-A indiano Viswanathan Anand.

         Essa prova, possivelmente a mais forte deste ano, com um rate-médio de 2746 pontos-ELO, atingindo a excepcional categoria 20, serviu como palco para a consagração definitiva do mais novo e luminoso astro do firmamento caissano, o garoto Magnus Carlsen (16), apontado pela unanimidade como um futuro campeão mundial.

         Outro registro raro, talvez inédito, está na última colocação dividida entre Leko (o rei dos empates) e Topalov, que era até há pouco o campeão mundial da Fide. Um dia desses eu explico p’ra vocês o que é “liberdade vigiada”...

         Pelo segundo ano consecutivo, dividiram esse supertorneio em duas etapas, com suas sete primeiras rodadas efetuadas em Morélia (México) e as outras sete subseqüentes em Linares. E foi na última rodada (7ª) do primeiro turno que aconteceram duas partidas incomuns, estranhas e movimentadas, anotando-se então a única vitória de Topalov em todo o torneio (Círculo 21) e a imerecida derrota de Leko diante de Anand (Círculo 22).

         Um registro admirável, a campanha do flamante “jogador de ataque”, Alexander Morozevich. Depois da última colocação em Morélia (2 em 7), ele conseguiu “virar o jogo” no returno, em Linares, obtendo 4 vitórias e 3 empates (5.5 em 7!), para dividir com Carlsen a segunda colocação na tabela final dessa prova.

         O campeão Anand recebeu um prêmio de 100.000 euros.


         1. Viswanathan Anand 8.5 (11.12.1969 Ind 2779)

         2/3. Magnus Carlsen 7.5 (30.11.1990 Nor 2690)
         Alexander Morozevich 7.5 (18.07.1977 Rús 2741)

         4/5. Levon Aronian 7.0 (06.10.1982 Arm 2744)
         Peter Svidler 7.0 (17.06.1976 Rús 2728)

         6. Vassily Ivanchuk 6.5 (18.03.1969 Ucr 2750)

         7/8. Peter Leko 6.0 (08.09.1979 Hun 2749)
         Veselin Topalov 6.0 (15.03.1975 Bul 2783)



14ºSuperGM Morelia/Linares MEX/ESP, 17.02 a 10.03.2007 cat. XX (2746)

 

1 Anand, Viswanathan     g IND 2779 ** 11 1½ 0½ ½½ ½½ ½½ 1½  8.5  2820
2 Carlsen, Magnus        g NOR 2690 00 ** 1½ ½½ ½½ 11 1½ ½0  7.5  2782
3 Morozevich, Alexander  g RUS 2741 0½ 0½ ** ½½ ½1 =1 01 ½1  7.5  2775
4 Aronian, Levon         g ARM 2744 1½ ½½ ½½ ** ½½ 0½ ½½ ½½  7.0  2745
5 Svidler, Peter         g RUS 2728 ½½ ½½ ½0 ½½ ** ½½ ½½ ½1  7.0  2748
6 Ivanchuk, Vassily      g UKR 2750 ½½ 00 ½0 1½ ½½ ** 1½ ½½  6.5  2715
7 Topalov, Veselin       g BUL 2783 ½½ 0½ 10 ½½ ½½ 0½ ** ½½  6.0  2690
8 Leko, Peter            g HUN 2749 0½ ½1 ½0 ½½ ½0 ½½ ½½ **  6.0  2695



Obs: Os critérios de desempate (pré-estabelecidos, diga-se de passagem) estabeleciam quatro ítens:

1) Em primeiro lugar, o resultado dos jogadores empatados.
2) Em caso de igualdade, aquele que obtiver maior número de vitórias.
3) Aquele que conseguir mais pontos com jogadores que tenham 50% ou mais de pontos na tabela (no caso, 7 pontos).
4) Finalmente, descontam-se os pontos obtidos nos grupos com menor pontuação, começando pelos que menor pontuação tenham alcançado e continuando em ordem ascendente, até resolver o empate.


Nota: Aos nossos leitores que entenderam esse último quesito, rogo enviarem-se e-mail explicando-me essa “galega lógica” (HC).

HOME :: PERFIL :: ATUALIDADES :: COLUNAS :: TEORIA :: COMPUTAÇÃO :: ARQUIVO :: XADREZ FEMININO :: LINKS :: CONTATO